RONDONÓPOLIS

CIDADES

Prejuízos e danos das chuvas no Brasil são apresentados em live da CNM

Publicados

em


A Roda de Conhecimento, promovida todas as quintas-feiras pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e transmitida ao vivo pelas redes sociais da entidade, abordou nesta quinta-feira, 13 de janeiro, os danos e prejuízos causados pelas chuvas nos últimos meses no Brasil, em especial na Bahia e em Minas Gerais. O analista técnico da área de Defesa Civil, Johnny Amorim, falou sobre as ações que devem ser realizadas pelos Municípios a fim de minimizar os efeitos negativos.

Dados de outubro de 2021 a janeiro de 2022 foram destacados por Amorim. “As chuvas causaram mais de R$ 11,1 bilhões em prejuízos para todos os Municípios”, lamentou o especialista ao falar também de quais áreas foram mais afetadas pelos desastres naturais, entre chuvas e secas. Segundo ele, a pandemia do coronavírus foi um agravante, pois dificultou ainda mais as ações de respostas para atender os Municípios afetados.

O especialista da CNM ressaltou também a importância de os gestores criarem a Defesa Civil municipal e principalmente colocá-la em operação e monitoramento para conseguir dar as respostas no momento em que ocorre um desastre natural. Amorim destacou quais ações e projetos devem ser executados por esse órgão para que esteja apropriado para atender essas ações.

Leia Também:  Gestores aguardam Medida Provisória como solução para o piso nacional do magistério

Ele falou ainda de propostas em tramitação no Congresso Nacional que poderão ajudar os Municípios nos momentos de desastres. Ele ressaltou a importância dessas pautas para a área de Defesa Civil e falou ainda sobre o trabalho que vem sendo realizado pela CNM para que a proposta avance no Legislativo.

Ainda na live, o especialista falou do Observatório dos Desastres, ferramenta para auxiliar os gestores no acompanhamento, monitoramento e avaliação da implementação da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC). A plataforma compartilha dados e informações das realidades locais, de modo a difundir boas práticas municipais de ações de proteção e defesa civil.

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

A pedido da AMM, TCE amplia prazo para envio de informes do Aplic

Publicados

em


Os municípios terão novos prazos para encaminhamento dos informes da Auditoria Pública Informatizada de Contas – Aplic ao Tribunal de Contas de Mato Grosso em 2022.  Em atendimento à solicitação da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM, o TCE prorrogou os prazos para o envio dos arquivos de prestação de contas.

O pedido foi necessário considerando as  dificuldades  que  as  equipes  técnicas  dos municípios  estavam  enfrentando  para o  cumprimento  do  prazo inicial estabelecido. A AMM recomenda que os gestores  não  meçam  esforços  para  efetuar  os encaminhamentos  visando ao atendimento das exigências legais.

Acesse os novos prazos

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA