CARROS E MOTOS

Veja 5 formas de reutilização dos pneus após o fim da sua vida útil

Publicados

em


source

De acordo com a Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos) o Brasil é atualmente o 7º maior produtor de pneus para carros de passeio no mundo, com uma produção que no ano passado ultrapassou a marca de 41 milhões de unidades.

Com todo esse volume de pneus produzidos, é importante que os pneumáticos que já ultrapassaram a sua vida útil tenham uma destinação correta. Segundo a Anip, só no ano passado, 470 mil toneladas foram coletadas e destinadas de uma forma ambientalmente adequada.

A lista de aplicações para os pneus usados vai desde a reciclagem dos seus componentes até o seu uso como combustível alternativo na indústria. Confira alguns desses usos a seguir.

1 – Indústria cimenteira

Cimento
Divulgação

Pneus usados servem de combustível nos fornos da indústria cimenteira


Os pneus usados são utilizados na indústria de cimento como combustivel para fornos, em substituição ao coque de petróleo.

Além do fator sustentabilidade, os pneus são mais “limpos” do que o combustível original desses fornos, já que possuem um nível de enxofre menor. 

Leia Também:  Detran-SP disponibiliza documento digital de transferência

2 – Pisos e tapetes

Tapetes
Divulgação

Tapetes de borracha também são fabricados com matéria prima vinda dos pneus reciclados


A borracha proveniente dos pneus pode ser aproveitada em outros produtos feitos com o mesmo material.

Essa lista inclui desde acessórios automotivos, como tapetes , até pisos emborrachados para áreas industriais e quadras poliesportivas.

3 – Calçados

tênis
Divulgação

Existem alguns modelos de tênis que vêm com a marca de fabricantes de pneus, como a Goodyear


De acordo com a Anip, os pneus não radiais — mais comuns em veículos comerciais atualmente — podem ser cortados em láminas para reaproveitamento do seu material.

Essas lâminas servem de matéria-prima para a fabricação de produtos como percintas, solas de calçados e dutos de águas pluviais.

4 – Siderurgia

siderúrgica
IABR/Divulgação

Retomada. Setor siderúrgico computa produção recorde de aço neste ano: 36 milhões de toneladas


Além da borracha, o aço presente na carcaça dos pneus usados também pode ser reaproveitado como matéria-prima.

Esse material é obtido no processo de trituração dos pneus e é enviado para siderúrgicas, onde é beneficiado para ser empregado em novas aplicações.

Leia Também:  Raro Bugatti fica mais de 50 anos guardado e vai a leilão

5 – Asfalto

asfalto
Divulgação

Na composição do asfalto também é utilizado parte do resíduo vindo da reciclagem de pneus


A borracha dos pneus é um dos componentes principais do chamado ” asfalto ecológico “, material que é produzido a partir da adição do pó extraído dos pneus ao ligante asfáltico.

Esse material com os restos de pneus é mais resistente e durável que o asfalto tradicional, além de reduzir o risco de derrapagens e o nível de ruído de rodagem.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

México anuncia plano para que a Ford aumente investimentos no país

Publicados

em


source
Fábrica da Ford no México
Divulgação

Funcionários da fábrica de Hermosillo posam ao lado do Bronco; complexo mexicano pode receber produção do novo EcoSport

O Ministério da Economia do México anuncia que tem planos para que a Ford aumente seus investimentos no país, duas semanas após o fechamento de duas fábricas no Brasil, em Camaçari (BA) e Taubaté (SP). Segundo a líder da pasta, Tatiana Clouthier, o governo mexicano está trabalhando em conjunto com a fabricante para que sua produção seja otimizada.

A Ford tem cinco fábricas no México, onde são produzidos os modelos Bronco Sport , Mustang Mach-E e o futuro Maverick , além de suas transmissões e motores. Conforme apurado pelo site Argentina Autoblog, a próxima geração do EcoSport – que já estava em desenvolvimento em Camaçari – deverá se tornar um modelo global, e o México é forte candidato a receber sua produção com incentivos governamentais. 

Leia Também:  Mercedes-Benz revela o EQA, novo SUV de entrada 100% elétrico

A indústria automotiva é uma das principais atividades do México, representando um terço do PIB da região. Ao longo de 2020, o governo mexicano traçou estratégias e estímulos para que mais fabricantes instalem suas linhas de montagens no país.

Este é o caso da Mercedes-Benz , que também fechou uma fábrica no Brasil em dezembro –  o Complexo Industrial de Iracemápolis (SP) –  e tem interesse em produzir seus veículos na fábrica mexicana da Nissan, em Aguascalientes, segundo a apuração do portal alemão Handelsblatt.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA