RONDONÓPOLIS

CARROS E MOTOS

Peugeot lança  Partner Rapid com quase tudo do Fiat Fiorino

Publicados

em

source


Peugeot Partner Rapid é o clone da Fiat Fiorino com apenas algumas mudanças sutis, como as rodas
Divulgação

Peugeot Partner Rapid é o clone da Fiat Fiorino com apenas algumas mudanças sutis, como as rodas

A Peugeot lança o Partner Rapid, fruto alinhado à plataforma Stellantis que nada mais é do que um Fiorino com o logotipo do marca francesa. Dessa maneira, o utilitário também é produzido em Betim (MG) e usa inclusive o mesmo e conhecido motor 1.4 Fire. 

O utilitário traz os mesmos equipamentos de série encontrados no modelo da Fiat como ar-condicionado, direção hidráulica, banco do motorista e volante com regulagem de altura, travas e vidros elétricos, pré-disposição para rádio, protetor de cárter, alarme, chave canivete com acionamento do alarme entre outros.

No comparação do visual do  Fiorino  com o Partner Rapid há apenas pequenas diferenças .  Como a grade frontal, para-choque, rodas de aro 14 com calotas exclusivas e frisos laterais com o nome ‘Rapid’. Já os faróis afilados recebem o contorno dos para-choques, para-lamas e capô.

Leia Também:  Osten lança solução de compartilhamento de elétricos premium

Visando conter custos entre seus carros, a Stellantis também aproveitou todo o conteúdo encontrado no Fiorino , incluindo o mesmo volante com regulagem de altura de série, só que com o logotipo da Peugeot , já na nova versão reestilizada.

Ainda no interior, o painel conta com cluster com computador de bordo de seis funções, conta-giros e hodômetro parcial digital.

O lado interno carrega a tonalidade escurecida e possui uma série de porta-objetos para facilitar a organização do usuário, com diversos compartimentos, que somam 18,5 litros de volume. Entre eles, por exemplo, há um espaço pensado para comportar maquininha de cartão e garrafa de água, além do porta-luvas, que possui iluminação própria.

O compartimento de carga oferece um total de 3,3 metros cúbicos de volume aptos a comportar até 650 kg, amparados pelo protetor de cargas, iluminação, tapetes presentes no piso e abertura de até 180º das portas.

Leia Também:  Ações da Eletrobras sobem quase 5% após TCU aprovar privatização

O Peugeot Partner Rapid 2023 chega às lojas mais em conta que o Fiorino: R$ 101.390 contra R$ 109.685 pedido pelo modelo da Fiat.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Saída de marcas estrangeiras ‘obriga’ Rússia a fabricar seus carros

Publicados

em

source


Moskvich 2140, antiquado modelo russo deverá voltar a ser fabricado no meio da guerra com a Ucrânia
Reprodução

Moskvich 2140, antiquado modelo russo deverá voltar a ser fabricado no meio da guerra com a Ucrânia

A guerra entre a Rússia contra a Ucrânia vem tomando cada vez mais mudanças incertas quanto à economia e a mais recente notícia é o anúncio da francesa Renault , que decidiu pausar as suas relações com o país por tempo indeterminado.

Com essa decisão, a Moskvich , empresa fundada na década de 1930 e que operou até 1991 na era soviética, através do comunicado do prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, será ‘ressuscitada’ .

Apesar dessa decisão implicar em uma possível decisão em massa de, pelo menos, dezenas de centenas de empregados , com a chegada da Moskvich, Sobyanin comentou em um comunicado à imprensa local que tentará manter todos os funcionários atuais da fábrica . Além disso, a unidade fabril também tentará obter a maioria das peças dos carros de empresas russas.

Leia Também:  Osten lança solução de compartilhamento de elétricos premium

Em um post em seus blog pessoal, o prefeito de Moscou comentou sobre a volta da fábrica Moskvich e o destino dos então empregados da Renault, que poderá aumentar o número de desemprego na Rússia.

“Não podemos permitir que esses trabalhadores fiquem sem os seus empregos”, começou escrevendo Sergei Sobyanin no seu blog pessoal, adiantando que decidiu “retomar a produção de automóveis de passageiros sob a histórica marca Moskvich”.

Apesar da decisão que põe em risco o desemprego de inúmeros funcionários, a Renault se posicionou que está disposta a uma nova negociação com a possibilidade de voltar a operar no mercado russo, assim que a ‘poeira baixar’.

Quanto aos veículos, a Moskvich vai fabricar modelos movidos a gasolina, mas que num futuro, vai passar a produzir versões elétricas, conforme dizeres no blog de Sobyanin que não especificou quais modelos de veículos seriam fabricados sob o nome Moskvich na antiga fábrica da Renault .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA