RONDONÓPOLIS

CARROS E MOTOS

GM irá retornar à Europa, mas apenas para vender carros elétricos

Publicados

em

source
Lyriq será o primeiro elétrico da Cadillac e com grandes chances de marcar a volta da GM à Europa
Divulgação

Lyriq será o primeiro elétrico da Cadillac e com grandes chances de marcar a volta da GM à Europa

A General Motors planeja retornar ao mercado europeu cinco anos após a venda da Opel e Vauxhall para o Grupo PSA. Mas, dessa vez, vai oferecer apenas modelos elétricos.

O mercado de veículos elétricos na Europa está aquecido. Atualmente é o segundo maior do mundo, ficando atrás apenas da China. De olho nesse panorama, a CEO da fabricante, Mary Barra, revelou os planos da GM.

Segundo Barra, “vendemos a Opel há cinco anos para a atual Stellantis e não temos remorso da venda de um negócio de combustão interna. Porém, identificamos uma oportunidade de crescimento, e podemos retornar à Europa como uma marca exclusivamente elétrica.”

Após 16 anos consecutivos fechando no vermelho, Opel e Vauxhall passaram a ser lucrativas após apenas um ano sob administração dos novos donos, e se tornaram pioneiras na mobilidade elétrica no continente.

Chevrolet Equinox EV é outro modelo elétrico da GM que poderá ser vendido na Europa
Divulgação

Chevrolet Equinox EV é outro modelo elétrico da GM que poderá ser vendido na Europa

Leia Também:  Osten lança solução de compartilhamento de elétricos premium

A venda da Opel por cerca de US$ 2.2 bilhões permitiu que a GM realizasse investimentos principalmente no mercado chinês, além de desenvolver carros elétricos e autônomos. Após a venda das marcas, a participação da GM na Europa se resumia apenas a oferecer o Camaro , Corvette e alguns modelos da Cadillac selecionados.

Em novembro do ano passado foi anunciada a criação de uma startup de mobilidade da GM na Europa, que iria contar com os veículos elétricos da fabricante, além de tecnologias de software autônomo para serviços de frotas e logística.

A executiva se recusou a dizer quais modelos planejam vender na Europa e quando a operação vai se iniciar, mas o SUV Cadillac Lyriq é um forte candidato a ser o primeiro modelo vendido. Depois, as versões eletrificadas do Corvette e também é provável que as versões elétricas de Blazer e Equinox também cheguem à Europa.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Saída de marcas estrangeiras ‘obriga’ Rússia a fabricar seus carros

Publicados

em

source


Moskvich 2140, antiquado modelo russo deverá voltar a ser fabricado no meio da guerra com a Ucrânia
Reprodução

Moskvich 2140, antiquado modelo russo deverá voltar a ser fabricado no meio da guerra com a Ucrânia

A guerra entre a Rússia contra a Ucrânia vem tomando cada vez mais mudanças incertas quanto à economia e a mais recente notícia é o anúncio da francesa Renault , que decidiu pausar as suas relações com o país por tempo indeterminado.

Com essa decisão, a Moskvich , empresa fundada na década de 1930 e que operou até 1991 na era soviética, através do comunicado do prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, será ‘ressuscitada’ .

Apesar dessa decisão implicar em uma possível decisão em massa de, pelo menos, dezenas de centenas de empregados , com a chegada da Moskvich, Sobyanin comentou em um comunicado à imprensa local que tentará manter todos os funcionários atuais da fábrica . Além disso, a unidade fabril também tentará obter a maioria das peças dos carros de empresas russas.

Leia Também:  BMW mostra Série 3 renovado e com longa tela curva no painel

Em um post em seus blog pessoal, o prefeito de Moscou comentou sobre a volta da fábrica Moskvich e o destino dos então empregados da Renault, que poderá aumentar o número de desemprego na Rússia.

“Não podemos permitir que esses trabalhadores fiquem sem os seus empregos”, começou escrevendo Sergei Sobyanin no seu blog pessoal, adiantando que decidiu “retomar a produção de automóveis de passageiros sob a histórica marca Moskvich”.

Apesar da decisão que põe em risco o desemprego de inúmeros funcionários, a Renault se posicionou que está disposta a uma nova negociação com a possibilidade de voltar a operar no mercado russo, assim que a ‘poeira baixar’.

Quanto aos veículos, a Moskvich vai fabricar modelos movidos a gasolina, mas que num futuro, vai passar a produzir versões elétricas, conforme dizeres no blog de Sobyanin que não especificou quais modelos de veículos seriam fabricados sob o nome Moskvich na antiga fábrica da Renault .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA