RONDONÓPOLIS

CARROS E MOTOS

FreeWire apresenta novo carregador rápido Boost Charger 200

Publicados

em

source
Modelo pode carregar até dois veículos a 100 kWh cada que tenham tomadas nos padrões europeu e japonês
Divulgação

Modelo pode carregar até dois veículos a 100 kWh cada que tenham tomadas nos padrões europeu e japonês

A FreeWire Technnologies revela durante a feira Advanced Clean Transportation (ACT), voltada para mobilidade elétrica, em Long Beach (EUA), um novo carregador de alta capacidade, o Boost Charger 200.

O novo carregador oferece um pico de potência de 200 kW, o que não faz dele o mais potente do mundo, mas é um avanço em relação à maioria dos carregadores rápidos que possuem no máximo 150kW.

Mas a maior novidade do modelo é de vir com um pacote de baterias , o que segundo a fabricante permite flexibilidade na instalação e operação. Fabricadas pela Envision, as baterias são similares a do Nissan Leaf , e permitem que a energia de corrente alternada vinda da rede elétrica seja armazenada.

Leia Também:  BMW mostra Série 3 renovado e com longa tela curva no painel

A fabricante informa que o carregador pode fornecer 200 kW de potência durante a recarga, mas somente em plugs do tipo CCS – o padrão europeu – e no plug CHAdeMO, encontrado em veículos importados do Japão, a potência de carga cai para 100 kW. Apesar de poder carregar dois veículos simultaneamente, a potência de recarga será reduzida a apenas 100 kW por veículo, independente do plug utilizado.

Ainda são poucos os carregadores de carga rápida no Brasil, como os instalados pelo Grupo VW
Divulgação

Ainda são poucos os carregadores de carga rápida no Brasil, como os instalados pelo Grupo VW

A fabricante informa que os carregadores com baterias integradas possuem custo de operações 70% menores, podem economizar US$ 30 mil em energia e transmitem a carga mais rapidamente para os veículos.

O movimento de buscar carregadores com baterias integradas já vem recebendo atenção também na Europa, onde a Volkswagen fechou uma parceria com a BP para instalar mais de 4 mil carregadores de alta velocidade com armazenamento de energia.

Em relação a carregadores com baterias no Brasil, temos o projeto da BMW que em conjunto com a Energy Source e WEG reutilizam baterias descartadas da BMW i3 para armazenar energia e fornecer a um carregador. O projeto ainda está em fase de testes e possui apenas uma unidade instalada, localizada na fábrica do Grupo BMW em Araquari (SC).

Leia Também:  Projeto Comunidade Integrada apresenta atuação das forças de segurança e aproxima comunidade
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Saída de marcas estrangeiras ‘obriga’ Rússia a fabricar seus carros

Publicados

em

source


Moskvich 2140, antiquado modelo russo deverá voltar a ser fabricado no meio da guerra com a Ucrânia
Reprodução

Moskvich 2140, antiquado modelo russo deverá voltar a ser fabricado no meio da guerra com a Ucrânia

A guerra entre a Rússia contra a Ucrânia vem tomando cada vez mais mudanças incertas quanto à economia e a mais recente notícia é o anúncio da francesa Renault , que decidiu pausar as suas relações com o país por tempo indeterminado.

Com essa decisão, a Moskvich , empresa fundada na década de 1930 e que operou até 1991 na era soviética, através do comunicado do prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, será ‘ressuscitada’ .

Apesar dessa decisão implicar em uma possível decisão em massa de, pelo menos, dezenas de centenas de empregados , com a chegada da Moskvich, Sobyanin comentou em um comunicado à imprensa local que tentará manter todos os funcionários atuais da fábrica . Além disso, a unidade fabril também tentará obter a maioria das peças dos carros de empresas russas.

Leia Também:  Avaliamos a película anti-embaçante Anti-fog film de retrovisores

Em um post em seus blog pessoal, o prefeito de Moscou comentou sobre a volta da fábrica Moskvich e o destino dos então empregados da Renault, que poderá aumentar o número de desemprego na Rússia.

“Não podemos permitir que esses trabalhadores fiquem sem os seus empregos”, começou escrevendo Sergei Sobyanin no seu blog pessoal, adiantando que decidiu “retomar a produção de automóveis de passageiros sob a histórica marca Moskvich”.

Apesar da decisão que põe em risco o desemprego de inúmeros funcionários, a Renault se posicionou que está disposta a uma nova negociação com a possibilidade de voltar a operar no mercado russo, assim que a ‘poeira baixar’.

Quanto aos veículos, a Moskvich vai fabricar modelos movidos a gasolina, mas que num futuro, vai passar a produzir versões elétricas, conforme dizeres no blog de Sobyanin que não especificou quais modelos de veículos seriam fabricados sob o nome Moskvich na antiga fábrica da Renault .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA