CARROS E MOTOS

Ford Mustang Mach-E e Tesla Roadster: vitrines dos elétricos

Publicados

em


source
Ford
Divulgação

O Ford Mustang Mach-E, com 1.400 cv, servirá de base para o modelo esportivo GTE dessa linha de carros elétricos da Ford

As montadoras, cada vez mais, apresentam supercarros elétricos como uma vitrine para as próximas gerações de clientes. A Tesla, por exemplo, terá seu novo modelo Roadster acionado por quatro motores elétricos com 1.000 cv. A Ford foi mais longe com o SUV Ford Mustang Mach-E com sete motores elétricos e 1.400 cv.

O Ford Mustang Mach-E 1400 é um veículo para competição e deve estrear na próxima temporada da Nascar, famosa corrida americana do automobilismo. Na sua construção o desafio foi controlar os níveis extremos de potência em um veículo tipo SUV. “O Mustang Mach-E 1400 é completamente insano”, diz um especialista da Ford.

Dos sete motores elétricos, três deles estão acoplados ao diferencial dianteiro. Os outros quatro estão na traseira. Há um único eixo de transmissão conectando-os aos diferenciais.

A bateria de 56,8 quilowatt-hora é composta por células de níquel manganês e cobalto, para desempenho ultra alto e alta taxa de descarga. O sistema da bateria foi projetado para ser resfriado durante o carregamento.

Leia Também:  Jeep lança linha 2021 de Renegade e Compass com nova versão a diesel

A aerodinâmica é auxiliada por dutos de refrigeração, separador dianteiro, ângulo de ataque e asa traseira. O Mustang Mach-E 1400 tem configuração de tração como um carro de corrida.

Ken Block
Divulgação

O piloto Ken Bock, famoso por provas de “cross country”, fez o vídeo de apresentação do Mach-E elétrico

A Ford convidou Ken Block , famoso piloto americano de rali “cross country” e de aventura, para apresentar o carro que servirá de base para o Mustang Mach-E GTE que será anunciado em breve.

A Ford tem demonstrado muita tecnologia no seu caminho para os veículos eletrificados de produção em série. Por isso, sāo aguardados com expectativa o Mustang Mach-E e a picape elétrica F-150 de produção em série que chegam no final do ano.

Esportivo de rua

Tesla
Divulgação

O Tesla Roadster chega ao mercado em 2022 como um dos carros de rua mais rápido do mundo

Como um supercarro totalmente elétrico, o Tesla Roadster maximiza o potencial da engenharia aerodinâmica – com desempenho e eficiência recordes. Pode atingir 100 km/h em 1,9 segundos. Tem uma velocidade máxima de mais de 250 km/h e um alcance de enormes 1000 km, graças a uma bateria de 200 kWh.

Leia Também:  Conheça três picapes elétricas que vão enfrentar as marcas tradicionais

A Tesla diz que será primeiro esportivo elétrico a estabelecer todos os recordes de desempenho e ainda servir até quatro pessoas. Uma característica importante é que teto de vidro é removível tornando em um veículo conversível.

Muito esperado pelos os clientes no mundo, o carro chega em 2022, mas as reservas do Roadster já estão abertas em muitos países. É exigido um pagamento inicial de US$ 5.000 com cartão de crédito, mais uma transferência bancária de US $ 45.000 com vencimento em 10 dias após o lance sinal. O carro vai custar US$ 200.000.

Um preço agressivo mesmo para os padrões mundiais. Certamente, a marca Tesla, que rivaliza com o Ford Mustang Mach-E , tem um talento especial para conquistar seu público e cumprir suas promessas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Fabricantes estudam adiamento do ESP obrigatório para depois de 2022

Publicados

em


source
ESP
Divulgação

Sistema ESP, ou controle eletrônico de estabilidade, evita que o carro fique fora de controle em mudanças bruscas de direção

Por conta da crise econômica, da queda abrupta no faturamento e do aumento de custos ligados a questões como alta do dólar, grande ociosidade, despesas logísticas, entre outros, as fabricantes já estudam adiar a obrigatoriedade do controle eletrônico de estabilidade (ESP) para além de 2022 combinado com os novos índices de emissões, conforme disse à reportagem de iG Carros o presidente da Anfavea, Luis Carlos Moraes.

Depois de algumas idas de vindas, o controle eletrônico de estabilidade (ESP) já passou a equipar apenas todos os lançamentos a partir deste ano. E está previsto que todos os carros produzidos no Brasil devem ter o item a partir de 2022. Mas isso pode mudar, conforme o andamento das conversas que já estão em curso no setor automotivo.

O ESP, ou simplesmente controle de estabilidade e tração – funciona por meio de sensores e modulo eletrônico formando um sistema que evita derrapagens e saídas de frente e traseira, ajudando a manter o carro sob controle em pisos escorregadios ou quando existe um certo abuso da velocidade nas curvas. Atua cortando a potência do motor e freando cada roda individualmente, para gerar força oposta no lado que está derrapando.

Leia Também:  Conheça três picapes elétricas que vão enfrentar as marcas tradicionais

Etapas do Proconve também podem ser adiadas

trãnsito
Divulgação

As novas normas de emissões de poluentes também podem ser adiadas em dois ou três anos, de acordo com a Anfavea

Agora, em janeiro último, também passou a ser obrigatório o cinto de três pontos e o encosto de cabeça para todos os ocupantes. Mas, ainda conforme a Anfavea, as fabricantes também querem adiar em dois ou três anos as próximas etapas do Proconve para veículos leves e pesados.

Entre outras justificativas, a entidade explicou que não é apenas por uma questão econômica, uma vez que o setor prevê uma queda de 40% na sua receita em 2020, mas também por causa da pandemia. Isso porque os testes de desenvolvimento foram prejudicados pela quarentena e se mantém num ritmo abaixo do ideal para proteção dos profissionais que atuam tanto em laboratório quanto no campo de provas.

Conforme Moraes, a crise vem afetando todos os campos profissionais, inclusive a indústria automotiva e a sugestão do adiamento não afeta o compromisso das fabricantes com o meio ambiente, já que tem havido esforços com resultados mensuráveis nos 40 anos.
.

Leia Também:  Artista finlandês cria um hot rod da Mercedes-Benz

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLÍCIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA