CARROS E MOTOS

Chevrolet Silverado tem lançamento adiado na Argentina

Publicados

em


source
Chevrolet Silverado foi exibida na Argentina em dezembro de 2020, com grande aceitação do público
Divulgação

Chevrolet Silverado foi exibida na Argentina em dezembro de 2020, com grande aceitação do público

A picape grande Chevrolet Silverado teve seu lançamento adiado por tempo indeterminado na Argentina. O modelo foi mostrado na região em dezembro de 2020, com promessa de início das vendas ainda no primeiro trimestre deste ano.

Segundo a Chevrolet , o lançamento da Silverado não será cancelado na Argentina, mas sim postergado. A medida foi tomada para priorizar de veículos de maior apelo na região.

Restrições fiscais do governo argentino e o desabastecimento de microchips semicondutores no mercado global também estão relacionados com o adiamento.

A Chevrolet Silverado foi adiada sem ter o preço final revelado na Argentina. No Chile, onde há isenção de impostos para veículos importados, o modelo 3.0 Turbodiesel LTZ pode ser adquirido por 36.759.100 pesos, que equivalem a R$ 264 mil.

Leia Também:  Decisivo na Argentina, Gustavo Scarpa exalta Recopa e pondera: ‘Não tem nada ganho’

Você viu?

No Brasil

O adiamento do lançamento da Chevrolet Silverado na Argentina é um balde de água fria nos clientes que esperavam o retorno do modelo ao Brasi l. A picape premium é produzida em Silao, no México, o que beneficia a isenção de taxas de importação para o nosso mercado. Dessa forma, a Silverado poderia ter valor mais competitivo que os modelos da Ram.

Os modelos importados para o Mercosul seriam equipados com motor 3.0 turbodiesel de 6 cilindros, capaz de desenvolver 281 cv de potência e 63 kgfm de torque. A transmissão automática é de 10 velocidades.

Na versão LTZ , a mais cotada para a região, a Chevrolet Silverado  conta com seis airbags (frontais, laterais e cortina), sistema de frenagem de emergência, rodas de alumínio aro 18, head-up display configurável, câmera 360° para manobras e iluminação interna em LED.

A Silverado LTZ tem capacidade de carga útil de 780 kg. No reboque, a pode levar até 4,355 kg, segundo a ficha técnica do site da Chevrolet do Chile.

Leia Também:  Orçamento de 2021 contém pedalada que derrubou Dilma Rousseff e ameaça Bolsonaro
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Segway mostra moto elétrica movida a célula de hidrogênio

Publicados

em


source
Segway Apex2: luzes coloridas nas rodas, como no filme
Divulgação

Segway Apex2: luzes coloridas nas rodas, como no filme “Tron 0 O Legado” e cilindros de hidrogênio entre os destaques

A utilização de células a combustível que funcionam com hidrogênio e geram eletricidade pode começar a ser aplicada em motos num futuro próximo. E um dos modelos que podem dar o pontapé inicial é o Segway Apex H2 que ainda está na fase de protótipo, mas que tem chances de ser fabricada em alguns anos, conforme a fabricante chinesa.

Com estilo das motos futuristas que aparecem no filme “Tron – O Legado”, o que inclui luzes coloridas nas rodas, o Segway Apex H2 leva cilindros de hidrogênio que poder ser trocados ou reabastecidos, o que ainda não foi divulgado, sinal de que o projeto ainda está em estágio bem inicial.

Por enquanto, o que se sabe é que a Segway Apex H2 pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 4 segundos com 80 cv, potência que também é suficiente para atingir 150 km/h de máxima. Também chegaram a anunciar que moto elétrica teria um preço aproximado de US$ 10.700, o que equivale a cerca R$ 60.800, o que é um valor competitivo.

Foto: Divulgação

Leia Também:  Veja cinco versões do Volkswagen Up! que nunca tivemos no Brasil

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Se tudo der certo, a Apex H2 poderá estar disponível para venda a partir de 2023. Seria uma volta de uma grande novidade da fabricante que segue, vendendo apenas scooters elétricos , hoverboads e outros itens que funcionam como uma espécie de extensão do corpo humano.

Em 2020, a Segway mostrou o S-Pod, uma espécie de cadeira que se equilibra sozinha e que pode servir como meio de transporte urbano para curtas distâncias e que funciona guiada por um sistema de navegação. Além disso, há bicicletas elétricas. Dona da Ninebot , a empresa levantou mais de US$ 80 milhões em investimentos.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA