CARROS E MOTOS

Aguardada no Brasil, Chevrolet Silverado já é mostrada na Argentina

Publicados

em


source
Chevrolet Silverado
Divulgação

Chevrolet Silverado, a picape mais tecnológica da General Motors em todo o mundo deve chegar ao Brasil em 2021

A Chevrolet começa a revelar detalhes da versão sul-americana da Silverado na Argentina, antecipando o que podemos esperar no Brasil. A picape premium é produzida em Silao, no México, o que beneficia a isenção de taxas de importação para o nosso mercado.

A marca ainda não revelou o preço da Silverado na Argentina, mas garantiu que o modelo 4×4 terá valor “muito competitivo” contra Ram 1500 e Ford F-150 . Segundo o Argentina Autoblog , seu motor será 3.0 turbodiesel de 6 cilindros, capaz de desenvolver 281 cv de potência e 63 kgfm de torque. A transmissão automática é de 10 velocidades, enviando sua força às quatro rodas. 

Se a Chevrolet optar por vender os modelos já existentes no Chile e Paraguai, podemos esperar que a Silverado Turbodiesel 3.0 seja importada à Argentina na versão LTZ , que inclui seis airbags (frontais, laterais e cortina), sistema de frenagem de emergência, rodas de alumínio aro 18, head-up display configurável, câmera 360° para manobras e iluminação interna em LED. O pacote também é candidato a ser vendido no Brasil.

Leia Também:  App e cartões Banco do Brasil voltam a funcionar após noite fora do ar; entenda

A Silverado LTZ tem capacidade de carga útil de 780 kg. No reboque, a pode levar até 4,355 kg, segundo a ficha técnica do site da Chevrolet do Chile.

A Chevrolet ainda não revelou o preço da Silverado na Argentina. No Chile, onde há isenção de impostos para veículos importados, o modelo 3.0 Turbodiesel LTZ pode ser adquirido por 36.759.100 pesos, que equivalem a R$ 264 mil. A Silverado deve ser bem mais cara no Brasil, julgando que a S10 High Country , a picape mais luxuosa da Chevrolet por aqui, custa R$ 213.290.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Aguardado no Brasil, Renault Kiger é revelado na Índia com motor turbo

Publicados

em


source
Renault Kiger estreia novo visual que deverá inspirar a renovação do Kwid nacional
Divulgação

Renault Kiger estreia novo visual que deverá inspirar a renovação do Kwid nacional

A Renault acaba de revelar o Kiger , novo SUV subcompacto que será posicionado abaixo de Duster e Captur. O modelo indiano é forte candidato a ser fabricado no Brasil, em São José dos Pinhais (PR), ao lado de seu correspondente da Nissan , o Magnite . Seu lançamento em nosso mercado é esperado para 2022.

Feito sobre a plataforma CMF-A do Kwid, o Kiger tem 3,99 metros de comprimento, 1,75 m de largura, 1,60 m de altura e 2,50 de distância entre-eixos. Na comparação com o Renault Sandero , o Kiger é mais curto (- 8 cm), mais largo (+ 2 cm) e tem entre-eixos menos generoso (- 9 cm). Destaque para o porta-malas de 405 litros, que supera por muito os 320 litros disponíveis no Sandero.

Por fora, o Kiger se destaca por suas linhas musculosas, que tentam neutralizar o fato do modelo ser um subcompacto. Ele lembra bastante o Kwid, apesar dos faróis estreitos com canhões de LED no para-choque dianteiro. Na traseira, as lanternas em formato de “C” acompanham o design que a Renault apresentou no Captur europeu.

Leia Também:  Volvo XC60 híbrido ganha opção de interior em tecido sustentável

Você viu?

A Renault caprichou no interior do Kiger, que tem volante multifuncional, carregador de celular por indução, central multimídia flutuante de sete polegadas com suporte para Apple CarPlay e Android Auto sem fio, sistema de som premium Auditorium 3D Sound by Arkamy e ar-condicionado automático.

Interior do Renault Kiger indiano estreia recursos que são inéditos para o segmento dos SUVs subcompactos
Divulgação

Interior do Renault Kiger indiano estreia recursos que são inéditos para o segmento dos SUVs subcompactos

O Kiger indiano terá duas opções de motores. As versões básicas recebem motor 1.0 aspirado de 71 cv de potência e 9,6 kgfm de torque, com opção de câmbio manual ou automático, ambos de cinco velocidades. 

A partir das versão intermediária, o Kiger conta com motor 1.0 turbo de 99 cv e 16 kgfm de torque, que em um primeiro momento estará disponível apenas com câmbio manual de cinco marchas. A Renault prometeu uma versão CVT com motor turbo para outro momento. 

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA