BRASIL

Vítima de agressão em Ilhéus desabafa: “Sempre achava que ele iria mudar”

Publicados

em


source

Franciele Azevedo , de 26 anos,  agredida por um homem com vários socos em Ilhéus, na Bahia, falou pela primeira vez sobre o ocorrido através de um post nas redes sociais.

agressão
Reprodução/redes sociais

Jovem vítima de violência falou sobre agressões


A jovem contou que vivia um relacionamento abusivo com Carlos Samuel Freitas e que sofreu várias agressões do rapaz, que tem 33 anos e teve a prisão preventida decretada. Agora, ele é considerado foragido.

“Me chamo FRANCIELE AZEVEDO o vídeo que está circulando, onde apareço sendo agredida sou eu. Portanto demorei para me posicionar pelo fato, que sempre achava ele iria mudar onde permaneci por um tempo no relacionamento abusivo, pois o mesmo depois de todas as vezes que me agredia me pedia desculpas e falava que não lembrava o que tinha feito e nem o porque tinha feito e no final a culpa era sempre minha”, disse ela no post.


“Não é fácil para mim vim aqui falar sobre esse assunto onde várias pessoas me julgam, como se eu merecesse e sempre me culpando pelas as agressões, minha única culpa foi pensar que um dia ele mudaria, mas n mudou. Onde sofri pressões psicológicas, sigo hoje cheio de problemas e dores que essas agressões me causaram”, completou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

Para Bolsonaro e Ernesto Araujo, atentado em Nice foi ato de ‘cristofobia’

Publicados

em


source
Bolsonaro e ministro das relações exteriores Ernesto Araujo
Valter Campanato/ABr

Bolsonaro e ministro das relações exteriores Ernesto Araujo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou o  atentado à basilica de Nice, na França, como um episódio de ‘cristofobia’ . A declaração foi feita ontem, em sua live semanal transmitida pelo Facebook.

“Ela estava lá rezando, entrou esse cara que detesta cristãos. A gente fala em cristofobia. Ele esfaqueou essa senhora lá dentro. A gente lamenta a morte das três pessoas”, declarou Bolsonaro.

Hoje, o ministro das relações exteriores Ernesto Araujo também afirmou que a tragédia foi motivada por preconceito religioso. Segundo o diplomata, “as democracias ocidentais precisam respeitar a cultura e a fé cristãs sobre as quais elas próprias se fundam”.

“É preciso entender que muitas raízes da cristofobia estão dentro da própria cristandade: no surgimento de um cristianismo obediente aos dogmas do politicamente correto, incapaz de defender seus próprios templos, sua teologia e seus fiéis ameaçados”, escreveu o chanceler, no Twitter.

Leia Também:  Homem é preso por violência doméstica após vítima fazer denúncia no Pronto Atendimento

O atentado deixou três pessoas mortos, uma delas decapitadas, e várias ficaram feridas.  Uma delas, Simone Barreto, brasileira, de 44 anos, natural de Salvador (Ba). Ela morava no país há 30 anos e deixa 3 filhas.


COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA