BRASIL

PT teme atentados contra Lula em 2022 e reforça segurança do ex-presidente

Publicados

em


source
PT intensificará a segurança do ex-presidente Lula por temer possíveis atentados contra o metalúrgico
Agência Brasil

PT intensificará a segurança do ex-presidente Lula por temer possíveis atentados contra o metalúrgico

O Partido dos Trabalhadores planeja aumentar a segurança no entorno do es-presidente e pré-candidato a presidência no próximo ano, Luis Inácio Lula da Silva (PT). Isso porque a sigla teme possíveis atentados contra o metalúrgico, tais quais ocorreram contra o próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em 2018, durante um ato de campanha em Juiz de Fora-MG. O capitão do Exército recebeu uma facada de Adélio Bispo e foi levado às pressas à Santa Casa local. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Embora o tema seja tratado de maneira discreta dentro da legenda, a preocupação é óbvia: a radicalização no ambiente político aumentou e, com ela, a animosidade de apoiadores do atual presidente da República. O Ministério Publico, incluvise, solicitou a investigação de supostos militares, apoiadores de Bolsonaro, que realizaram uma manifestação em 21 de março. Em um dos vídeos, um rapaz com trajes utilizados por paraquedistas do Exército brasileiro mandou um recado ao pessoal da “da canhota, da esquerda” e disse que o presidente “não está sozinho, não, tá? Só para lembrar. Junta o que vocês tiver (sic) de melhor e tenta”.

Leia Também:  Presidente recebe homenagem de vereadores e se reúne com prefeito de Rondonópolis

A apuração da Folha revelou que dirigentes petistas divergiram em aumentar o efetivo de segurança de Lula agora, mas o ex-presidente vetou a proposta. Atualmente, o metalúrgico conta com uma escolta de quatro agentes da Polícia Federal e dois motoristas em carros oficiais. Em eventos os quais o petista participa, a segurança é de responsabilidade da organização do evento, muitas das vezes ligados à CUT (Central Única dos Trabalhadores) ou ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

*Matéria em atualização

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

“Cinismo” e “vergonha”: Confira a repercussão do discurso de Bolsonaro na ONU

Publicados

em


source
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

“Cinismo” e “vergonha”: Confira a repercussão do discurso de Bolsonaro na ONU

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursava na tribuna da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) , na manhã desta terça-feira (21), – e dava início a sessão, como tradição dos representantes brasileiros – as primeiras repercussões sobre o posicionamento do mandatário já surgiram nas redes sociais. Durante sua participação entre os líderes mundiais, o capitão do Exército voltou a defender o uso de ‘tratamento precoce’ contra a Covid-19.

O ex-ministro da Saúde de Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, expressou sua insatisfação com o discurso de seu ex-chefe e declarou que a fala de Jari foi “cínica”.


O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) rebateu a fala de Bolsonaro e apontou supostos escândalos de corrupção do mandato do presidente da República.


O Greenpeace Brasil, uma organização não governamental que visa promover o debate de pautas ambientais, acusou o mandatário brasileiro de “distorcer” as informações referentes ao meio ambiente no país.


O ex-presidenciável e pré-candidato ao governo de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), declarou que a fala de Bolsonaro é a “maior sequência de mentiras em um discurso presidencial na ONU”.

Leia Também:  Bahia encerra preparação para enfrentar o Red Bull com tático contra a base

Você viu?


O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) destacou uma fala de Bolsonaro, que afirmou que o Brasil mudou em seu governo, para pontuar os retrocessos do país desde a posse do atual presidente – na visão do parlamentar.




João Amoêdo (NOVO), seu adversário nas eleições presidenciais de 2018, reprovou as falas de Bolsonaro na tribuna da ONU e afirmou que o presidente “trabalhou pela disseminação do vírus [Covid-19] e agravamento da pandemia”.


COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA