BRASIL

Para Bolsonaro e Ernesto Araujo, atentado em Nice foi ato de ‘cristofobia’

Publicados

em


source
Bolsonaro e ministro das relações exteriores Ernesto Araujo
Valter Campanato/ABr

Bolsonaro e ministro das relações exteriores Ernesto Araujo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou o  atentado à basilica de Nice, na França, como um episódio de ‘cristofobia’ . A declaração foi feita ontem, em sua live semanal transmitida pelo Facebook.

“Ela estava lá rezando, entrou esse cara que detesta cristãos. A gente fala em cristofobia. Ele esfaqueou essa senhora lá dentro. A gente lamenta a morte das três pessoas”, declarou Bolsonaro.

Hoje, o ministro das relações exteriores Ernesto Araujo também afirmou que a tragédia foi motivada por preconceito religioso. Segundo o diplomata, “as democracias ocidentais precisam respeitar a cultura e a fé cristãs sobre as quais elas próprias se fundam”.

“É preciso entender que muitas raízes da cristofobia estão dentro da própria cristandade: no surgimento de um cristianismo obediente aos dogmas do politicamente correto, incapaz de defender seus próprios templos, sua teologia e seus fiéis ameaçados”, escreveu o chanceler, no Twitter.

Leia Também:  Vazamento e explosão de gás em residência deixa feridos graves no Rio

O atentado deixou três pessoas mortos, uma delas decapitadas, e várias ficaram feridas.  Uma delas, Simone Barreto, brasileira, de 44 anos, natural de Salvador (Ba). Ela morava no país há 30 anos e deixa 3 filhas.


COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

Polícia prende quadrilha que usava Pix para vender metanfetamina no Rio

Publicados

em


source
Drogas
Divulgação/Polícia Civil – RJ

Além da droga, foram apreendidos equipamentos utilizados na produção e comercialização dos produtos

Na noite desta setxa-feira (27), a Polícia Civil prendeu dois homens suspeitos de vender metanfetamina em Copacabana, região sul da cidade do Rio de Janeiro . Ambos são investigados por integrarem uma quadrilha que movimentava até R$ 700 mil por mês com a venda dos entorpecentes, que era realizada até por meio do Pix, novo método de pagamento vigente no país.

Segundo informações do portal Uol, Saulo Mateus Noronha e Jonathan Soares da Silva foram presos em flagrante acusados de tráfico de drogas e formação de quadrilha. A prisão só foi possível após denúncia anônima sobre uma movimentação em um imóvel na rua Barata Ribeiro, onde os agentes encontraram grande quantidade da metanfetamina , além de balanças de precisão, máquinas de cartão e materiais para fabricação e comercialização.

Leia Também:  Celulares indicam localização de funcionários fantasmas de Flávio Bolsonaro

Ainda de acordo com a publicação, as negociações ocorriam na chamada “deepweb” e a quadrilha se mantinha em constante movimento, trocando de endereço a cada três meses, para não levantar suspeitas e chamar a atenção da polícia . Agora, o objetivo dos investigadores é identificar outros possíveis integrantes do grupo, além de possíveis compradores.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA