BRASIL

MS: homem descobre que está “morto” ao tomar vacina contra Covid-19

Publicados

em


source
Vacina
Governo do Estado de São Paulo

Vacina

Francisco Heral Cortez Júnior, de 38 anos, foi surpreendido ao tentar se vacinar contra a Covid-19 na última quarta-feira (24). Ao entregar seus documentos em um posto de saúde em Corumbá, cidade do Mato Grosso do Sul, ele foi informado que seu cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) estava cancelado por motivo de óbito. 

Em seu perfil nas redes sociais, Francisco relatou o caso: “Que fase! Fui vacinar, cancelaram meu cartão do SUS! Porque estou morto!”. Ele deduziu que o equívico aconteceu devido ao falecimento de seu pai, que tinha o mesmo nome que ele. 

“Meu pai faleceu dois dias depois que tomei a primeira dose da Pfizer. Ele foi a óbito após complicações da covid, ficou mais de 50 dias internado. A única explicação para o que aconteceu no drive, seria essa, pelo fato de a gente ter o mesmo nome, com a diferença do ‘Júnior’”, explicou em entrevista ao Diário Corumbaense. 

Após a publicação, Francisco disse que recebeu uma ligação da Secretaria Municipal de Saúde avisando que seus dados tinham sido atualizados e que ele poderia se dirigir ao posto para se vacinar.



COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

Mulher e criança de 5 anos morrem em naufrágio de barco no Rio Araguaia, no Pará

Publicados

em


source
Maurílio, de 5 anos, e Simone Amparo, de 39, morreram no naufrágio
Maurílio, de 5 anos, e Simone Amparo, de 39, morreram no naufrágio

Maurílio, de 5 anos, e Simone Amparo, de 39, morreram no naufrágio

Um barco com nove pessoas naufragou na tarde deste sábado no Rio Araguaia, na divisa entre os estados do Pará e Tocantins. Duas pessoas morreram afogadas: a mulher e o filho de um vereador do município paraense de Xinguara. O legislador é um dos dois desaparecidos.

Dois corpos de vítimas foram encontrados boiando no rio. O primeiro foi do garoto Maurílio de Lima Araújo, de 6anos, filho do primeiro casamento do vereador Maurisan Araújo. O segundo foi da atual companheira do legislador, Simone Amparo Paes da Silva Ribeiro, de 39 anos.

Cinco pessoas conseguiram sobreviver, entre elas um filho adolescente do vereador Maurisan Araújo. Elas se agarraram nos tapetes da embarcação, que ficaram boiando sobre as águas do rio.

O acidente aconteceu após a embarcação sair do porto do distrito de São José do Araguaia, na Praia do Pontão, e seguir para uma ilha fluvial onde o grupo ficaria acampado. Durante a travessia, o barco passou por um trecho com as águas agitadas que provocaram o acidente.

Leia Também:  Bolsonaro faz passeio de moto em Brasília, visita feira e abraça moradores

Aconteceu o que a gente chama aqui de banzeiro, que é quando venta forte e forma ondas no rio. Então o banzeiro encheu a embarcação de água e fez o barco afundar — explicou o vice-prefeito de Xinguara, Vilmones Silva.

Leia Também

O coordenador da Defesa Cívil de Xinguara, Gilmar Pires, informou em nota que o grupo usava uma embarcação tipo voadeira, com sete metros de comprimento e motor de popa 15hp.

“Foi informado que estavam indo em direção a uma ilha particular quando a aproximadamente 400 metros da margem foram surpreendidos pela água agitada( banzeiro). Que todos estavam sem coletes salva-vidas”, diz a nota.

Maurisan Araújo, de 51 anos, e um amigo dele, identificado apenas como Jorginho, permanecem desaparecidos. De acordo com o vice-prefeito, o Corpo de Bombeiros faz buscas no Rio Araguaia e conta com a colaboração de cerca de 50 voluntários, entre pescadores e ribeirinhos.

A Câmara de Vereadores de Xinguara publicou nota em solidariedade às famílias das vítimas. “Lamentamos muito a ocorrência que tanto nos abala, e prestamos nossos mais sinceros votos de condolências e solidariedade à família e amigos”, diz o texto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA