BRASIL

Frio intenso: Moradores de rua procuram abrigo em ginásio de Porto Alegre

Publicados

em


source
Porto Alegre deve ter a temperatura mais baixa do ano nesta quarta-feira (28)
Reprodução

Porto Alegre deve ter a temperatura mais baixa do ano nesta quarta-feira (28)

Adaptado para servir como abrigo durante a onda de frio intenso que deve começar nesta quarta-feira (28) , o Ginásio Gigantinho, em Porto Alegre (RS), registra fila de pessoas interessadas no alojamento. No começo desta noite, dezenas de moradores em situação de rua se juntaram em frente à praça esportiva para buscar acolhimento.

A previsão de queda brusca na temperatura em Porto Alegre resultou em um alerta “laranja” emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Essa classificação significa que as condições meteorológicas no município atingiram grau de perigo.

De acordo com o Climatempo, os termômetros devem marcar mínima de 4° na cidade nesta quarta-feira. A máxima não deve passar de 12° e há risco de geada ao amanhecer.

Você viu?

Com essa previsão de frio intenso, 100 leitos – entre camas, colchonetes e beliches – foram cedidos pelo Exército e montados no Gigantinho. O acolhimento e atendimento é organizado pela Prefeitura do município.

Leia Também:  Renan Calheiros adia entrega do relatório da CPI da Covid para outubro

Integrado ao Complexo do Estádio Beira-Rio, do Sport Club Internacional, o Gigantinho também teve chuveiros instalados. As pessoas em situação de rua receberão refeições e kits de higiene doados por grupos de voluntários.

Onda de frio

A previsão do tempo indica que o Brasil enfrentará a onda de frio que pode ser a mais intensa do ano. Há chance de neve e recorde de temperaturas baixas em algumas regiões do país, nos dias 28 e 29 de julho.


Nas serras gaúcha e catarinense existe a possibilidade de nevar nessas datas. De acordo com o Climatempo, a umidade e as nuvens vão aumentar. “A temperatura fica extremamente baixa e a sensação vai ser de frio em todo o Sul do Brasil”, segundo o serviço meteorológico.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

“Cinismo” e “vergonha”: Confira a repercussão do discurso de Bolsonaro na ONU

Publicados

em


source
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

“Cinismo” e “vergonha”: Confira a repercussão do discurso de Bolsonaro na ONU

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursava na tribuna da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) , na manhã desta terça-feira (21), – e dava início a sessão, como tradição dos representantes brasileiros – as primeiras repercussões sobre o posicionamento do mandatário já surgiram nas redes sociais. Durante sua participação entre os líderes mundiais, o capitão do Exército voltou a defender o uso de ‘tratamento precoce’ contra a Covid-19.

O ex-ministro da Saúde de Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, expressou sua insatisfação com o discurso de seu ex-chefe e declarou que a fala de Jari foi “cínica”.


O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) rebateu a fala de Bolsonaro e apontou supostos escândalos de corrupção do mandato do presidente da República.


O Greenpeace Brasil, uma organização não governamental que visa promover o debate de pautas ambientais, acusou o mandatário brasileiro de “distorcer” as informações referentes ao meio ambiente no país.


O ex-presidenciável e pré-candidato ao governo de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), declarou que a fala de Bolsonaro é a “maior sequência de mentiras em um discurso presidencial na ONU”.

Leia Também:  Ciclone intenso atinge litoral brasileiro nos próximos dias; Sul é mais afetado

Você viu?


O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) destacou uma fala de Bolsonaro, que afirmou que o Brasil mudou em seu governo, para pontuar os retrocessos do país desde a posse do atual presidente – na visão do parlamentar.




João Amoêdo (NOVO), seu adversário nas eleições presidenciais de 2018, reprovou as falas de Bolsonaro na tribuna da ONU e afirmou que o presidente “trabalhou pela disseminação do vírus [Covid-19] e agravamento da pandemia”.


COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA