BRASIL

Bolsonaro participa de “batismo” de caça comprado por Dilma

Publicados

em


source
Caça BOlsonaro
Isac Nóbrega/PR

Solenidade foi realizada nesta sexta-feira (23) em Brasília.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou do “batismo” da aeronave F-39E, caça de origem sueca que estava sendo fabricado desde 2019. A comemoração foi realizada nesta sexta-feira (23) em Brasília.

O avião é o primeiro das 36 aeronaves que o país encomendou da empresa sueca Saab em 2014, durante o governo de Dilma Rousseff (PT). Ao todo, foram investidos R$ 24 bilhões que foram financiados ao longo de 25 anos.

Na solenidade, Bolsonaro estourou uma garrafa de champanhe no caça e brincou, fingindo que iria tomar a bebida. Ele também entrou no veículo. O presidente também disse que 2020 será um ano marcante para a Força Aérea Brasileira (FAB).

“Fomos capazes de colocar no ar dois vetores que podem transformar de forma irreversível nossa operacionalidade e nossa capacidade logística e de afirmar nossa superioridade nos 22 milhões de km2 de espaço aéreo, indispensável à nossa soberania. Incorporamos duas aeronaves estratégicas, KC-390, e o Gripen. É uma demonstração cabal que, com liberdade e comprometimento, o sonho de nosso povo está ao alcance de todos”, afirmou.

Leia Também:  Regras para o pleito: Eleitor não pode ser preso a partir desta terça-feira (24)

O novo caça será utilizado para atividades do setor industrial brasileiro. A expectativa da FAB é substituir a frota atual pelas aeronaves Gripen, de origem sueca. Atualmente, são usados caças F-5, que vem dos Estados Unidos. O novo modelo pe considerado mais eficiente, possui uma capacidade tecnológica maior e tem um custo operacional menor do que o atual.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

Com alta de internações, indicadores da Grande SP são compatíveis à fase laranja

Publicados

em


source
Internações têm aumentado no mês de novembro na Grande SP
Gabriel Monteiro

Internações por Covid-19 têm aumentado no mês de novembro na Grande SP

Com aumento expressivo no número de intenações, a região da Grande São Paulo já apresenta indicadores compatíveis coma fase laranja do Plano São Paulo . Na terça-feira da semana passada (17), a região já apresentava indicadores que a colocariam na fase amarela.

A piora foi puxada pelo aumento de internações em todas as seis sub-regiões da Região Metropolitana, e também pelo registro de mais de 40 internações por 100 mil habitantes.

Nesta segunda-feira (23), a Grande São Paulo atingiu 45,16 novas internações para cada 100 mil habitantes. Hoje (24), o número subiu para 45,59, e o indicador ficou pelo segundo dia consecutivo na fase laranja, segundo os dados divulgados no fim da tarde, segundo cálculos da TV Globo com base nos dados oficiais e seguindo as regras de cálculo atuais do plano.

Leia Também:  Bolsonaro ignora mortes e diz ao G-20 que estava certo sobre a pandemia

O Plano São Paulo regulamenta os estágios da quarentena no estado . Na fase amarela, os comércios podem funcionar com e capacidade máxima reduzida. Já na fase laranja, a maior parte dos setores não podem permanecer abertos.

A reclassificação das regiões, porém, só acontecerá na próxima segunda-feira (30), um dia depois da realização do 2º turno das eleições municipais. Desta forma, a Grande São Paulo já está há 46 dias com regras de reabertura da fase verde.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA