AGRONEGÓCIO

Senar-MT e parceiros se preparam para feira com pequenos produtores

Publicados

em


Com o objetivo de orientar os produtores na nova etapa da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) que é a comercialização dos produtos, pequenos produtores rurais estão recebendo capacitação de 13 a 15 de outubro. A ATeG é desenvolvida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) que está organizando, junto a parceiros, a Feira Natural do Campo onde os produtores rurais poderão comercializar seus produtos e colocar os conhecimentos em prática.

O evento acontecerá todas as quartas-feiras entre 17h30 e 21h, no Shopping Estação Cuiabá, a partir da próxima semana (20.10). Do campo direto para a mesa do consumidor os produtos virão dos municípios de Várzea Grande, Campo Verde, Nossa Senhora do Livramento e Tangará da Serra. Com a participação de cerca de 20 produtores, a ideia é aguçar os cinco sentidos de quem visitar a feira.

Diversidade é a palavra que define este evento. Os consumidores encontrarão frutas, legumes, verduras, derivados de leite, compotas e vários outros tipos de “gostosuras” vindos direto do campo. Mais do que “fazer a feira”, os visitantes terão a oportunidade de conhecer melhor o que o Senar-MT oferece.

Leia Também:  Noroeste de Mato Grosso prevê realizar mais de 80 ações educacionais até fim do ano

O ambiente será de feira livre onde uns vão para fazer compras e outros para observar o que há de novidade. Mas no final, em uma feira livre, todos acabam criando laços de afetividade que chegam próximo de uma amizade que rompe a relação comerciante-freguês. E é claro que vale lembrar que o que sustenta em grande parte a tradição de ir à feira toda semana é mais que encontrar diversidade de produtos e qualidade, é o prazer das diferentes sensações experimentadas no ambiente.

Alinhamentos – A equipe da ATeG está acompanhando de perto os produtores que irão comercializar seus produtos no evento. O treinamento que será encerrado na sexta-feira (15.10) ocorre de forma presencial. 

De acordo com o coordenador da ATeG, Armando Urenha, os produtores estão recebendo todo o acompanhamento necessário. “Fizemos uma reunião para conhecer a todos, iremos ministrar o treinamento e esclarecer as dúvidas. Tudo para que eles possam trazer seus produtos com segurança e qualidade e colocar em prática os conhecimentos recebidos pela Assistência Técnica”, destaca.

Leia Também:  Dia Nacional da Saúde Bucal é celebrado nesta segunda-feira
Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Agropecuária cria 195 mil empregos de janeiro a setembro

Publicados

em


Brasília (27/10/2021) – A agropecuária gerou, de janeiro a setembro deste ano, saldo positivo de 194.990 novos postos de trabalho, 8% do total de empregos com carteira assinada no país (2.559.594). É o que mostra o Comunicado Técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que analisou os dados do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho.

No Comunicado, a CNA ressalta que a agropecuária manteve o ritmo de criação de empregos em relação ao acumulado de janeiro a setembro do ano passado, quando gerou 104.410 novas vagas, enquanto setores como serviços e comércio, nos nove primeiros meses de 2020, acumulavam perda de 382.242 e 307.444 postos, respectivamente.

Em setembro, a agropecuária registou criação líquida de 9.084 vagas, com destaque para a região Nordeste, que gerou 11.059 empregos. O Norte e o Centro-Oeste também tiveram saldo positivo de 1.075 e 466 vagas, respectivamente. Por outro lado, houve fechamento de empregos nas regiões Sul (-39) e Sudeste (-3.477).

Pernambuco foi o estado com maior geração de empregos no setor, com criação de 5.957 novas vagas, seguido por Rio Grande do Norte (1.634), Sergipe (1.589) e Alagoas (1.105). Em dez unidades da federação, houve saldo negativo, sendo os principais: Minas Gerais (-2.361), São Paulo (-881), Maranhão (-638) e Paraná (-446).

Leia Também:  Cerimônia de entrega do Prêmio Darcy Ribeiro será na próxima terça-feira

Entre as atividades agropecuárias, as que mais contribuíram para a criação de novas vagas em setembro foram o cultivo de cana-de-açúcar (4.896), cultivo de soja (2.857), cultivo de uva (2.567), criação de bovinos para corte (1.283) e cultivo de melão (1.175).

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA