AGRONEGÓCIO

Monitor do Seguro Rural avalia produtos para frutas

Publicados

em


Brasília (30/10/2020) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou, na sexta (30), da reunião virtual do projeto Monitor do Seguro Rural para avaliar produtos e serviços oferecidos pelas seguradoras e propor aperfeiçoamentos nos seguros agrícolas disponíveis para uva, melancia, pera, mamão, kiwi e abacaxi.

O projeto é uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com a CNA e outras entidades do setor. Participaram do encontro produtores rurais e representantes dos setores público e privado, além de seguradoras.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), sete seguradoras comercializaram apólices de uva, melancia, pera, mamão, kiwi e abacaxi em 2019 e 2020. O Programa de Seguro Rural (PSR) prevê um percentual de subvenção de 40% do valor do prêmio e limite anual de R$ 48 mil para essa modalidade de seguro.

A uva é a cultura que mais utiliza o produto dentre as frutas. Em 2020, a área segurada é de quase 34 mil hectares, com mais de nove mil apólices e R$ 868 milhões em importância segurada.

Leia Também:  Racha no PSL e 'traidora' de Bolsonaro: analista avalia derrota de Joice  em SP

O assessor técnico da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Erivelton Cunha, destacou que o seguro é extremamente importante para as frutas. Conforme ele, a cadeia produtiva enfrenta adversidades climáticas todos os anos e representa um segmento “descoberto” de produtos específicos.

Na opinião de Erivelton, é necessário desenvolver opções que atendam as características regionais. Como exemplo, ele cita os seguros para uva, que geralmente cobrem apenas granizo e geada e estão concentrados no Rio Grande do Sul, enquanto problemas como chuvas e ventos são comuns na região do Vale do São Francisco.

“Esse é um gargalo para tentarmos solucionar em conjunto. A produção de uva é ampla e distribuída em todo o País. Todas as outras culturas têm características regionalizadas e, muitas vezes, os produtos não atendem essas diferenças”, afirmou.

Apesar da diversidade de frutas atendidas pelas seguradoras, o produto básico de seguro rural oferecido sempre é granizo, podendo adicionar uma cobertura contra geada ou perda de qualidade. Isso demonstra a necessidade de ter produtos de seguro mais regionalizados para as diversas frutas.

Leia Também:  Pesquisador da Embrapa Amapá está no ranking de cientistas mais influentes do mundo

Durante a videoconferência, representantes das seguradoras Mafre e Tokio Marine apresentaram produtos para o segmento. A reunião também contou com a participação da assessora técnica da CNA, Carolina Yuri Nakamura.

Assessoria de Comunicação CNA
Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Senar participa de missão virtual para avaliar projeto Paisagens Rurais

Publicados

em


Brasília (24/11/2020) – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) participou, na segunda (23) e na terça (24), da missão de avaliação do projeto Paisagens Rurais. A iniciativa promove a recuperação ambiental e produtiva de propriedades rurais do bioma Cerrado por meio da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG).

Em razão da pandemia, os representantes das instituições que executam o projeto se reuniram por meio de videoconferência. A missão verificou o cumprimento dos requisitos, o alcance referente ao segundo ano de implementação das ações e os impactos gerados em função da Covid-19.

“É muito importante ressaltar o empenho da equipe gestora do projeto, comprometimento das administrações regionais do Senar e adesão dos produtores rurais ao programa mesmo em um ano atípico. Isso comprova que o produtor está interessado em adotar cada vez mais ações produtivas para promover o desenvolvimento econômico, social e ambiental de sua atividade”, afirmou Andréa Barbosa, diretora de Assistência Técnica e Gerencial do Senar.

Em 2020, a ações de ATeG foram implementadas em mais de 1700 propriedades rurais, distribuídas nas bacias prioritárias selecionadas nos estados da Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Tocantins.

Leia Também:  Covas tem melhor avaliação como prefeito desde início da campanha, diz Datafolha

A ideia é promover a recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APP), Reserva Legal (RL) e pastagens degradadas a partir do manejo sustentável e da adoção de práticas de agricultura de baixa emissão de carbono.

Sobre o Projeto

O projeto Paisagens Rurais é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal (FIP em inglês) que são gerenciados pelo Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), Senar, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e Embrapa.

Assessoria de Comunicação CNA

Telefone: (61) 2109-1419

flickr.com/photos/canaldoprodutor

cnabrasil.org.br

twitter.com/SistemaCNA

facebook.com/SistemaCNA

instagram.com/SistemaCNA

facebook.com/SENARBrasil

Assessoria de Comunicação CNA

Telefone: (61) 2109-1419

flickr.com/photos/canaldoprodutor

cnabrasil.org.br

twitter.com/SistemaCNA

facebook.com/SistemaCNA

instagram.com/SistemaCNA

facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA