RONDONÓPOLIS

AGRONEGÓCIO

MERCADO DE TRABALHO/CEPEA: População ocupada no agro cresce no 1º tri e recupera perdas geradas pela covid-19

Publicados

em

Clique aqui e baixe o release completo em word.

Clique aqui e confira o relatório completo.

Cepea, 19/05/2022 – No primeiro trimestre de 2022, a população ocupada (PO) no agronegócio brasileiro somou 18,74 milhões de pessoas, aumento de 6,2% (ou de 1,09 milhão de pessoas) frente ao mesmo período do ano passado, segundo indicam pesquisas realizadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, a partir de informações dos microdados da PNAD-Contínua e de dados da RAIS. O número de pessoas atuando no setor de janeiro a março de 2022 foi o maior para este período desde 2016, quando a PO totalizou 18,75 milhões de pessoas.

Pesquisadores do Cepea indicam que esse crescimento entre os primeiros trimestres de 2021 e de 2022 pode estar atrelado ao ruim desempenho observado no começo do ano passado, devido aos efeitos mais intensos da crise desencadeada pela pandemia da covid-19. Desse modo, o avanço em 2022 se trata de um processo de recuperação de ocupações iniciado no segundo semestre de 2021 – que, inclusive, se deu entre os segmentos que compõem o agronegócio.

Leia Também:  Congresso nacional de bioenergia discutirá práticas de produção sustentáveis

Já entre o último trimestre de 2021 e o primeiro de 2022, a população ocupada no agronegócio caiu 1,4%. Neste caso, o resultado se deve à queda no número de pessoas ocupadas em praticamente todos os segmentos, com destaques para o primário (“dentro da porteira”) e para a agroindústria.

No caso do segmento primário, a redução foi de 1,8%, que correspondeu a cerca de 150,9 mil pessoas. É válido mencionar que importantes atividades empregadores, como café e cana-de-açúcar, estava em período de entressafra. Na agroindústria, por sua vez, a redução foi de 2,8%, ou de cerca de 114,9 mil pessoas.

PERFIL DO TRABALHADOR – Pesquisadores do Cepea indicam que a queda da população do agronegócio entre o último trimestre de 2021 e o primeiro de 2022 ocorreu principalmente entre os trabalhadores assalariados, com e sem carteira assinada, e os trabalhadores por conta própria. No caso dos empregados com carteira assinada, a maior redução se deu na agroindústria

BRASIL – No Brasil como um todo, 95,27 milhões de pessoas estavam ocupadas no primeiro trimestre deste ano, bem acima dos 87,08 milhões no mesmo período de 2021. Desse modo, a participação do agronegócio no mercado de trabalho brasileiro foi de 19,67% de janeiro a março de 2022, contra 20,26% no primeiro trimestre de 2021.

Leia Também:  Embrapa Roraima participa de Workshop Inovação Social no Amazonas

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre o mercado de trabalho do agronegócio aqui e por meio da Comunicação Cepea, com o prof. Geraldo Barros e com a pesquisadora Nicole Rennó: [email protected]

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Dia de campo apresenta tecnologia ILPF com foco na pecuária

Publicados

em

Nesta terça-feira (05/07), produtores, técnicos e estudantes puderam ver de perto como funciona o Sistema Integração Lavoura Pecuária Floresta em uma propriedade. A tecnologia foi apresentada no dia de campo “Importância da ILPF com foco na pecuária para o Leste Maranhense”, realizado na Unidade de Referência Tecnológica (URT) de ILPF na Fazenda Barbosa, em Brejo – MA.

Pesquisadores da Embrapa, técnicos da Fazenda Barbosa e profissionais da Universidade Federal do Maranhão conduziram cinco estações com as seguintes apresentações:  ILPF na Fazenda Barbosa e perspectiva para o Leste Maranhense, Benefícios da pecuária para os sistemas integrados, Manejo e plantio da safrinha de milho e forrageiras, Consórcio milho e forrageiras e a matéria orgânica do solo e a última estação que orientou sobre como viabilizar a pecuária no Leste Maranhense.

O Evento teve como objetivo divulgar os resultados positivos da Fazenda e incentivar a adoção do sistema ILPF entre os agricultores, pecuaristas, profissionais e estudantes da região. O dia de campo é uma realização da Rede ILPF, em parceria com a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), uma instituição alemã.

Leia Também:  Comissão lança campanha para alertar sobre a situação de população submetida ao racionamento de água

ILPF

A ILPF é uma tecnologia de produção agropecuária com grande potencial de mitigação de emissões de gases de efeito estufa e sequestro de carbono pelo solo e biomassa, além de uma série benefícios socioambientais e econômicos. A implementação dos sistemas ILPF variam de acordo com as características de cada região e propriedade.

Maranhão
No estado do Maranhão, atualmente (safra 2020/2021) são 105.012 ha de área cultivada em sistemas integrados, o que corresponde a 2,19 % da área total, revelando a necessidade de promoção da tecnologia para aumento de área.

Fonte: Embrapa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA