RONDONÓPOLIS

AGRONEGÓCIO

Mauá da Serra inaugura sindicato rural e fortalece representação do campo

Publicados

em


Os produtores rurais de Mauá da Serra, no Norte do Paraná, agora podem contar com um novo sindicato rural para fortalecer sua representatividade. Foi inaugurado nesta sexta-feira (18) o Sindicato Rural de Mauá da Serra. O evento para celebrar a fundação reuniu líderes rurais, autoridades políticas de toda a região, representantes de empresas ligadas ao agronegócio além de produtores rurais das mais variadas cadeias produtivas.

A inauguração marca o fim de uma lacuna de 15 anos sem inaugurações de novos sindicatos. A última vez em que uma nova entidade sindical tinha sido inaugurada foi em 2007, em Perobal, no Noroeste do Paraná. Com a oficialização do início das atividades sindicais em território “mauaense da serra”, agora a Federação da Agricultura do Paraná (FAEP) soma 163 sindicatos rurais ativos e regulares em todo o Estado.

O presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, na inauguração do Sindicato Rural de Mauá da Serra

“Eu estou muito feliz por participar da inauguração dessa entidade, a qual cabe ser a representação legal dos produtores rurais. Isso mostra a união e o entrosamento dos produtores rurais, que agora têm um representante que vai lutar e defender os interesses da classe”, disse o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, que esteve presencialmente no evento.

Leia Também:  Estão disponíveis as agromensais de junho/2022
Sérgio Kasutoshi Higashibara é o presidente do mais novo sindicato rural em território paranaense

Sérgio Kasutoshi Higashibara, presidente da mais nova entidade sindical paranaense, enfatiza que a inauguração do sindicato é um momento histórico para os produtores rurais do município e da região. “É uma satisfação e uma alegria realizar essa inauguração. O sindicato será um ponto de apoio para o produtor rural, que poderá encontrar no sindicato toda assistência jurídica, contábil, administrativa e de outras áreas, sempre com respaldo do Sistema FAEP/SENAR-PR”, apontou.

A fundação

O Sindicato Rural de Mauá da Serra recebeu a carta sindical autorizando seu funcionamento no dia 11 de agosto de 2021. A inauguração oficial ocorreu apenas nesta sexta-feira (18) por consequência da pandemia do novo coronavírus, que impedia a realização de um encontro presencial. Porém, a prestação de serviços e a realização de cursos do SENAR-PR no local já estava acontecendo.

O local da sede onde funciona o sindicato está dentro do Museu do Plantio Direto, que já é uma referência turística na cidade. A localização é privilegiada e agora os produtores de Mauá da Serra não precisam mais se deslocar, como faziam antes, para outros municípios do entorno, como Londrina, Faxinal e Cambé.

Leia Também:  Projeto autoriza quitação ou parcelamento de dívidas de produtor rural com Ibama

Presenças

Estiveram presentes no evento o presidente da câmara de vereadores do município, Nelson Gonçalves, representando o prefeito, além de outros vereadores; o presidente do Núcleo dos Sindicatos Rurais do Norte (Nunorte), Walter Ferreira Lima; os presidentes de sindicatos rurais de Faxinal (Alfredo A. Miguel Júnior), Londrina (Edson Dornellas) e Marilândia do Sul (José Leite dos Reis); Representantes da Cooperativa Integrada, do Banco do Brasil, Bradesco, Sicredi, da Universidade Estadual de Londrina e representantes de empresa de semente e produtos agropecuários.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

BOI/CEPEA: Exportação recorde no 1º semestre sustenta preço interno

Publicados

em

Cepea, 07/07/2022 – O volume de carne bovina in natura exportado pelo Brasil no primeiro semestre de 2022 e a receita arrecadada pelo setor foram recordes para o período. Segundo pesquisadores do Cepea, com as vendas de carne no mercado brasileiro ainda registrando fraco desempenho e com o dólar valorizado frente ao Real, frigoríficos brasileiros que têm acesso ao mercado externo seguem focados neste canal de escoamento. Vale lembrar que esse cenário sustenta os valores internos do boi gordo, que seguiram em patamares elevados de janeiro a junho. Segundo dados da Secex, de janeiro a junho, os embarques de carne bovina in natura totalizaram 932,34 mil toneladas, 26,71% acima do volume escoado no mesmo período do ano passado e 19,93% superior ao até então recorde para um primeiro semestre, registrado em 2020. Quanto à receita, em moeda nacional, somou R$ 28,4 bilhões na primeira metade deste ano, forte aumento de 50,5% frente ao mesmo período do ano anterior e também um recorde. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Leia Também:  BOI/CEPEA: Exportação recorde no 1º semestre sustenta preço interno

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA