AGRONEGÓCIO

FRANGO/CEPEA: Preço do vivo atinge recorde nominal da série do Cepea

Publicados

em


Cepea, 30/07/2021 – Com a boa liquidez no mercado da carne de frango, devido à forte demanda interna pela proteína mais em conta, o setor tem elevado as cotações do animal vivo. Segundo pesquisadores do Cepea, as altas ocorrem para acompanhar o custo de produção elevado, que, além dos insumos nutricionais, também lida com os impactos da crise hídrica e o aumento da energia elétrica. De acordo com dados do Cepea, na média das regiões do estado de São Paulo, o frango vivo foi comercializado a R$ 5,74/kg na parcial de julho, valor recorde nominal da série histórica do Cepea, iniciada em 2004, com alta de 5,9% em relação a junho. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Primeiro grupo de ATeG em palmito pupunha do Brasil nasce em Minas Gerais
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Curso traz recomendações para produção orgânica de frutas

Publicados

em


Vários são os fatores que têm levado ao crescimento da fruticultura orgânica no Brasil. Segundo o pesquisador da Embrapa Agrobiologia (RJ), Raul Rosa, uma delas é a busca por alimentos mais saudáveis, tendência que tem sido observada em vários países. “Há uma demanda crescente de consumidores que buscam frutas livres de resíduos agroquímicos e produzidas dentro de um sistema em que os consumidores possam contribuir para a geração de renda para os agricultores familiares”, conta o pesquisador.

Os sistemas orgânicos, em geral, possuem maior organização da cadeia produtiva e adotados por agricultores familiares ou empresariais, organizados em associações ou cooperativas, o que facilita a regulamentação de seus sistemas.

Outros aspectos que estão impulsionando esse tipo de cultivo são a criação de políticas públicas que apoiam a adoção de práticas de agricultura conservacionista e estimulam o uso de insumos biológicos e fontes naturais e a própria opção dos produtores rurais por um sistema mais saudável do ponto de vista ambiental e também eles mesmos e suas famílias. “Empresas que trabalham com processamento de frutas para exportação e frutas frescas estão buscando cada vez mais agricultores que praticam esse modelo de agricultura”, afirma Rosa. 

A economia também tem favorecido essa opção. A alta do preço de produtos importados, com preços calculados em dólar, está fortalecendo pequenas cadeias regionalizadas de insumos agrícolas, associadas à produção orgânica. 

Leia Também:  SOJA/CEPEA: Dólar sobe, e liquidez volta a crescer

A junção de todas essas condições tem levado à maior adesão dos produtores pelos sistemas orgânicos. As recomendações e especificidades dos sistemas orgânicos serão abordadas na palestra Cultivo orgânico: sistemas de produção na fruticultura, que será transmitida na próxima terça-feira (21), às 9h, pelo canal da Embrapa no YouTube, com o pesquisador Raul Rosa. 

O evento faz parte da Capacitação em Fruticultura Tropical, realizada pela Embrapa Cerrados (DF), Emater-DF e Superintendência Federal de Agricultura DF (Mapa), em parceria com Emater-MG, Emater-GO, Senar e da Rota da Fruticultura da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride).
 

Outras palestras

A primeira palestra técnica da Capacitação teve o tema Maracujá: cultivares, sistemas de produção e mercado, realizada em 15 de junho pelo pesquisador Fábio Faleiro, da Embrapa Cerrados. A segunda foi Citros: do plantio à colheita, ministrada pelo pesquisador Eduardo Girardi, da Embrapa Mandioca e Fruticultura (BA) em 29 de junho. 

Mercado e a comercialização de frutas frescas e processadas foram apresentados por Ana Maria Costa, pesquisadora da Embrapa Cerrados, foi apresentada no dia 13 de julho. A quarta palestra ocorreu no dia 27 de julho com o pesquisador João Dimas Maia, da Embrapa Uva e Vinho (RS), que falou sobre Uvas de mesa: cultivares, sistemas de produção e mercado

No dia 10 de agosto, foi abordado o tema Uvas para vinho e suco: mercado, agregação de valor e perspectivas pelo pesquisador Giuliano Pereira, da Embrapa Uva e Vinho (RS). No dia 20, o pesquisador Luís Eduardo Corrêa Antunes, da Embrapa Clima Temperado (RS), apresentou conteúdos sobre Frutas vermelhas: sistema de produção de morango, mirtilo e amora-preta

Leia Também:  ALGODÃO/CEPEA: Desvalorização externa e maior oferta doméstica pressionam cotações no BR

A última palestra o assunto tratado foi Frutas temperadas: sistema de produção em ambiente tropical, com o pesquisador Paulo Lopes, da Embrapa Semiárido (PE). 

Também estão agendadas as seguintes palestras, sempre às 9h:

Fruteiras nativas: sistemas de produção – Ailton Pereira (Embrapa Cerrados) – 5 de outubro

Banana: cultivares, sistemas de produção e mercado – Edson Amorim (Embrapa Mandioca e Fruticultura) – 19 de outubro

Abacate: instruções técnicas para cultivo comercial – Tadeu Graciolli (Embrapa Cerrados) – 2 de novembro

Goiaba: instruções técnicas para cultivo comercial – Tadeu Graciolli (Embrapa Cerrados) – 16 de novembro

Pitayas: melhoramento genético e sistemas de produção – Fábio Faleiro (Embrapa Cerrados) – 30 de novembro

Abacaxi: cultivares, sistemas de produção e mercado – Aristóteles de Matos – Embrapa Mandioca e Fruticultura) – 14 de dezembro

Manga: instruções técnicas para cultivo comercial – Tadeu Graciolli (Embrapa Cerrados) – 18 de janeiro de 2022

Serviço
Palestra: Cultivo orgânico: sistemas de produção na fruticultura
Quando: 21 de setembro, às 9h
Onde: Canal da Embrapa no YouTube

Fonte: Embrapa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA