RONDONÓPOLIS

AGRONEGÓCIO

Equipe da Aprosoja-MT atende centenas de produtores rurais no Dinetec

Publicados

em


Fortalecimento Institucional

Equipe da Aprosoja-MT atende centenas de produtores rurais no Dinetec

Em três dias de evento, a maior feira de negócios do Araguaia reuniu mais de 14 mil visitantes

14/01/2022

Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) que representa mais de 7.500 produtores rurais marcou presença no Dia de Negócios e Tecnologias – DINETEC 2022, realizado nos dias 12, 13 e 14 de janeiro, em Canarana-MT. O evento recebeu mais de 14 mil visitantes, entre agricultores, expositores e público em geral.

O estande da Aprosoja-MT, durante os 3 dias de evento recebeu produtores rurais associados e visitantes de diversos municípios da região Leste. Na oportunidade, foram apresentadas as ações e projetos que a entidade desenvolve nas áreas de Sustentabilidade, Defesa Agrícola e Política Agrícola e Logística, além da criação do Centro Tecnológico Araguaia (Ctecno Araguaia), com mais de 100 cultivares, atualização cadastral, novas associações e retirada de brindes.

De acordo com Diego Sichoski, um dos organizadores do Dinetec, está é a 8ª edição da maior feira de negócios do Araguaia. “Aqui reunimos a diversidade de culturas do Brasil, máquinas, implementos, tecnologias, instrumentos, produtos, e mais uma infinidade de coisas, além de que esse ano tivemos recorde no número de expositores”.

Leia Também:  TRIGO/CEPEA: Ritmo de negócios está lento; preço segue em alta

O produtor rural e delegado da Aprosoja-MT, Mateus Goldoni, disse que esse é um evento de renome para a região Leste e traz muitas novidades no mercado do agro. Também salientou que, entidade fomentou junto aos seus associados a importância da Campanha alimente uma Vida. “Continuamos com esta campanha, pedimos aos produtores que ainda não fizeram sua doação, que é só acessar o site www.alimenteumavida.com.br.

Para o presidente do Sindicato Rural de Canarana, Alex Wisch, este ano o Dinetec superou as expectativas. “Tivemos um record de público e também de negociação com mais de 1 bilhão de reais. Conforme a região vai crescendo, cresce também seu potencial para expandir os negócios voltados para agronegócio, oferecendo novas tecnologias e abrindo horizontes aos nossos produtores rurais”, declarou Wisch.

“Canarana desponta nessa questão em ter uma vitrine tecnológica. Eventos como esses precisam ser valorizados, pois mostram o nosso setor, e a necessidade de ser mais valorizado, pois mesmo diante de uma crise sanitária não parou e segurou o país em meio tantas dificuldades. Aprosoja-MT é parceira para todo projeto que enalteça o produtor rural”, pontuou Cadore.

Leia Também:  MILHO/CEPEA: Ritmo de negócios é lento; cotações seguem em alta

Dinetec – Realizado pela primeira vez em 2015, o Dia de Negócios e Tecnologias surgiu com o intuito de reunir em um só local, o maior número de empresas voltadas ao ramo agrícola e assim promover o fortalecimento da classe produtora, proporcionar o contato entre as empresas e clientes, prospectar e findar negócios, para o aquecimento da economia de Canarana e toda a região, em uma área de mais de 100 mil metros quadrados, movimentando milhões de reais em negócios. O evento é uma iniciativa da empresa Meta Consultoria Agrícola, com apoio do Sindicato Rural de Canarana e da Prefeitura de Canarana – MT.

Fonte: Rosangela Milles

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Comunicado sobre apodrecimento de grãos e vagens de soja na safra 2021/2022 na região do médio-norte de Mato Grosso

Publicados

em


A Embrapa Agrossilvipastoril e a Embrapa Soja acabam de divulgar um comunicado técnico sobre o apodrecimento de vagens de soja, na safra 2021/2022. O apodrecimento de grãos e vagens em estádio final de formação em lavouras de soja vem sendo observado com maior frequência em algumas regiões brasileiras, desde a safra 2019/2020, em especial na região do médio-norte do estado de Mato Grosso, causando redução significativa de produtividade em lavouras com alto potencial produtivo, principalmente nas primeiras semeaduras. Confira abaixo o comunicado completo ou clique aqui para baixar o pdf.
 

Comunicado sobre apodrecimento de grãos e vagens de soja na safra 2021/2022 na região do médio-norte de Mato Grosso*

O apodrecimento de grãos e vagens em estádio final de formação em lavouras de soja vem sendo observado com maior frequência em algumas regiões brasileiras desde a safra 2019/2020, em especial na região do médio-norte do estado de Mato Grosso, causando redução significativa de produtividade em lavouras com alto potencial produtivo, principalmente nas primeiras semeaduras. 
Em visitas realizadas nas lavouras da região, observou-se diferença entre as cultivares quanto à intensidade de apodrecimento de grãos e vagens, identificando-se algumas cultivares sem o problema ou com menor incidência. 
Observou-se resposta da aplicação de fungicidas, que amenizam, mas não resolvem o problema, com variação entre os diferentes programas aplicados pelos produtores. Muitas lavouras com apodrecimento de grãos e vagens são expostas a aplicações regulares de fungicidas e apresentam boa sanidade foliar. O apodrecimento pode ocorrer em toda a planta, mas com maior intensidade nos terços médio e inferior e se inicia na fase final de enchimento de grãos, próximo à maturação fisiológica. 
Em estudos preliminares, constatou-se que os grãos dentro das vagens deterioradas apresentavam elevados índices de enrugamento, resultantes da exposição das plantas às condições de elevadas temperaturas (acima de 30 ºC) durante a fase de enchimento de grãos. Esse enrugamento normalmente é mais intenso sob déficit hídrico, mas pode também ocorrer em condições normais de disponibilidade hídrica. O enrugamento afeta drasticamente a qualidade dos grãos e das sementes e propicia a infecção secundária por Phomopsis spp., o que pode propiciar o apodrecimento das vagens, principalmente em situações de ocorrência de chuvas frequentes em pré-colheita. Sabe-se que a expressão do enrugamento de grãos tem grande influência genética. Supõe-se que as cultivares que estão apresentando esse problema possam ser mais suscetíveis à sua expressão. 
Além de Phomopsis, em análises realizadas em vagens e grãos com e sem sintomas, foram encontrados outros fungos já descritos há muito tempo na cultura, como Fusarium, Colletotrichum e Cercospora, além de bactérias. 
Esses fungos normalmente estão presentes de forma latente nos tecidos da soja, podendo ser obtidos de diversas partes da planta e em diferentes estádios fenológicos. A sua proliferação, causando o apodrecimento dos tecidos antes da maturação, provavelmente está ocorrendo pela combinação de diversos fatores, como estresses abióticos, suscetibilidade da cultivar e condições de ambiente favorável. 
Amostras coletadas em áreas com e sem o problema estão sendo analisadas, e os isolados de fungos infectantes estão sendo obtidos. Estão sendo investigados o efeito da nutrição das plantas na ocorrência de apodrecimento de vagens e grãos, bem como a observação das relações entre o teor de lignina e do enrugamento dos grãos com o apodrecimento de grãos e vagens. 
A Embrapa vem colaborando na busca de respostas ao problema e se coloca à disposição para parceria com outras instituições e empresas, principalmente da região, para traçar linhas de pesquisa que possam contribuir na identificação da(s) causa(s) e de estratégias de manejo para contornar o problema.

Leia Também:  TRIGO/CEPEA: Ritmo de negócios está lento; preço segue em alta

Embrapa Agrossilvipastoril 
Embrapa Soja
___________________________
*Comunicado publicado originalmente em 21/01/2022 e atualizado em 24/01/2021.

Fonte: Embrapa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA