RONDONÓPOLIS

AGRONEGÓCIO

Embrapa promove curso on-line sobre Produção Integrada de Oliveira

Publicados

em


A Embrapa Clima Temperado (Pelotas/RS) está com inscrições abertas até o dia 31 de janeiro para curso on-line sobre Produção Integrada de Oliveira (PIO). Disponível na Vitrine de Capacitações On-line da Embrapa (e-Campo), o curso abriga cinco módulos obrigatórios on-line e um opcional, que corresponde a visita técnica a olival comercial. Ao todo, são 40 horas de carga horária, a ser cumprida até 31 de março de 2022. Inscrições podem ser feitas neste link.

Além de difundir conhecimentos sobre a olivicultura e seu respectivo sistema de produção, a  capacitação também forma Responsáveis Técnicos (RT) e auditores com certificação pela Embrapa e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para as áreas de campo e indústria. Podem se inscrever produtores, agrônomos, técnicos, estudantes e outros interessados no tema.

Investimento

Para o público geral, o valor da inscrição é de 180 reais. Já para os interessados na certificação como RT ou auditor, o investimento é de 200 reais. Mas, neste caso, é necessário comprovar formação como agrônomo ou técnico agrícola, com registro no respectivo conselho de classe. No caso dos estudantes em fase de conclusão do curso, a certificação como RT ou auditor será fornecida após a obtenção do registro profissional. 

Leia Também:  Governo de MT investe em pesquisa sobre biomembrana com produtos naturais para reparo de lesões na pele

Módulos

Nos cinco módulos obrigatórios, são abordados os temas: “A olivicultura no Brasil e sua importância econômica, social e ambiental”; “Marco legal da Produção Integrada (PI)”; “Boas Práticas Agrícolas de manejo do solo, pragas e doenças”; “Boas Práticas de colheita e processamento de azeitona para elaboração de azeite”; e “Áreas Temáticas, Rastreabilidade, Planejamento ambiental e Organização dos produtores”.  Já o sexto módulo, que é opcional, corresponde à visita técnica acompanhada a um olival e a uma unidade processadora, em Bagé/RS, nos dias 16 e 17 de março deste ano. 

Foco na sustentabilidade

A Produção Integrada (PI) é um sistema moderno, fundamentado nos princípios da sustentabilidade social, econômica e ambiental, baseado em boas práticas agropecuárias e com respeito à legislação trabalhista. Sob este método, a produção resulta em alimentos seguros, com monitoramento em todas as etapas de produção, permitindo a continuidade do sistema produtivo, com sustentabilidade ao longo dos anos, de modo a elevar os padrões de qualidade e competitividade dos produtos ao patamar de excelência. 

Fonte: Embrapa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Comunicado sobre apodrecimento de grãos e vagens de soja na safra 2021/2022 na região do médio-norte de Mato Grosso

Publicados

em


A Embrapa Agrossilvipastoril e a Embrapa Soja acabam de divulgar um comunicado técnico sobre o apodrecimento de vagens de soja, na safra 2021/2022. O apodrecimento de grãos e vagens em estádio final de formação em lavouras de soja vem sendo observado com maior frequência em algumas regiões brasileiras, desde a safra 2019/2020, em especial na região do médio-norte do estado de Mato Grosso, causando redução significativa de produtividade em lavouras com alto potencial produtivo, principalmente nas primeiras semeaduras. Confira abaixo o comunicado completo ou clique aqui para baixar o pdf.
 

Comunicado sobre apodrecimento de grãos e vagens de soja na safra 2021/2022 na região do médio-norte de Mato Grosso*

O apodrecimento de grãos e vagens em estádio final de formação em lavouras de soja vem sendo observado com maior frequência em algumas regiões brasileiras desde a safra 2019/2020, em especial na região do médio-norte do estado de Mato Grosso, causando redução significativa de produtividade em lavouras com alto potencial produtivo, principalmente nas primeiras semeaduras. 
Em visitas realizadas nas lavouras da região, observou-se diferença entre as cultivares quanto à intensidade de apodrecimento de grãos e vagens, identificando-se algumas cultivares sem o problema ou com menor incidência. 
Observou-se resposta da aplicação de fungicidas, que amenizam, mas não resolvem o problema, com variação entre os diferentes programas aplicados pelos produtores. Muitas lavouras com apodrecimento de grãos e vagens são expostas a aplicações regulares de fungicidas e apresentam boa sanidade foliar. O apodrecimento pode ocorrer em toda a planta, mas com maior intensidade nos terços médio e inferior e se inicia na fase final de enchimento de grãos, próximo à maturação fisiológica. 
Em estudos preliminares, constatou-se que os grãos dentro das vagens deterioradas apresentavam elevados índices de enrugamento, resultantes da exposição das plantas às condições de elevadas temperaturas (acima de 30 ºC) durante a fase de enchimento de grãos. Esse enrugamento normalmente é mais intenso sob déficit hídrico, mas pode também ocorrer em condições normais de disponibilidade hídrica. O enrugamento afeta drasticamente a qualidade dos grãos e das sementes e propicia a infecção secundária por Phomopsis spp., o que pode propiciar o apodrecimento das vagens, principalmente em situações de ocorrência de chuvas frequentes em pré-colheita. Sabe-se que a expressão do enrugamento de grãos tem grande influência genética. Supõe-se que as cultivares que estão apresentando esse problema possam ser mais suscetíveis à sua expressão. 
Além de Phomopsis, em análises realizadas em vagens e grãos com e sem sintomas, foram encontrados outros fungos já descritos há muito tempo na cultura, como Fusarium, Colletotrichum e Cercospora, além de bactérias. 
Esses fungos normalmente estão presentes de forma latente nos tecidos da soja, podendo ser obtidos de diversas partes da planta e em diferentes estádios fenológicos. A sua proliferação, causando o apodrecimento dos tecidos antes da maturação, provavelmente está ocorrendo pela combinação de diversos fatores, como estresses abióticos, suscetibilidade da cultivar e condições de ambiente favorável. 
Amostras coletadas em áreas com e sem o problema estão sendo analisadas, e os isolados de fungos infectantes estão sendo obtidos. Estão sendo investigados o efeito da nutrição das plantas na ocorrência de apodrecimento de vagens e grãos, bem como a observação das relações entre o teor de lignina e do enrugamento dos grãos com o apodrecimento de grãos e vagens. 
A Embrapa vem colaborando na busca de respostas ao problema e se coloca à disposição para parceria com outras instituições e empresas, principalmente da região, para traçar linhas de pesquisa que possam contribuir na identificação da(s) causa(s) e de estratégias de manejo para contornar o problema.

Leia Também:  Sequenciamento do genoma da castanheira deve acelerar o melhoramento da espécie

Embrapa Agrossilvipastoril 
Embrapa Soja
___________________________
*Comunicado publicado originalmente em 21/01/2022 e atualizado em 24/01/2021.

Fonte: Embrapa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA