RONDONÓPOLIS

AGRONEGÓCIO

Ctecno Parecis apresenta mais de 100 experimentos com híbridos de milho e cobertura de solos

Publicados

em

Defesa Agrícola

Ctecno Parecis apresenta mais de 100 experimentos com híbridos de milho e cobertura de solos

Os resultados foram mostrados no dia de campo promovido pela Aprosoja-MT, que contou com a participação de 150 pessoas nesta sexta-feira (13.05), em Campo Novo do Parecis

13/05/2022

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) realizou, nesta sexta-feira (13.05), o dia de campo do Ctecno Parecis- Etapa Milho, em Campo Novo do Parecis. O evento contou com a participação de cerca de 150 participantes, entre eles, produtores, agrônomos, estudantes e empresários do agro. Mais de cem híbridos de milho foram plantados em três vitrines, sendo uma semeada em dezembro, outra em janeiro e a última em fevereiro.

“Hoje estamos colhendo os resultados de três anos de trabalho. Sabemos que a segunda safra é importante para os produtores e, com isso, temos várias pesquisas, testando a eficiência contra pragas e enfezamentos, como a cigarrinha-do-milho”, explicou o vice-presidente da Aprosoja Mato Grosso, Lucas Costa Beber.

Entre os apontamentos observados nas vitrines de milho, o destaque é para um problema que vem dando prejuízos para muitos produtores, que é a falta de chuva na época de enchimento de grãos e crescimento da planta. A estiagem diminuiu a produção em alguns protocolos semeados em período mais tardio.

Leia Também:  Manejo e conservação do solo é tema de curso na Embrapa Milho e Sorgo

O produtor rural de Gaúcha do Norte e segundo vice-presidente Leste da Aprosoja-MT, Luiz Pedro Bier, ressaltou a importância do trabalho de pesquisa realizado, pois algumas variedades de híbridos que estão sendo desenvolvidas melhores nesse período de seca.

“A gente vem observando as lavouras na estrada e a situação é crítica. Ao chegar no Ctecno Parecis, conseguimos ver que existem variedades que estão tolerando muito melhor a seca e outras que não estão resistindo tanto a falta de chuva”, observou Bier.

Outro destaque foi a armadilha de cigarrinha-do-milho instalada no Ctecno Parecis. Diariamente, os insetos grudam em uma placa adesiva e a estação capta três imagens por dia, que geram dados para um sistema. Ao final da safra, será feito um levantamento do período com mais incidência das pragas.

Para o agrônomo Elói Fernandez Simão, de Campo Novo do Parecis, esse tipo de levantamento vem ao encontro com uma dificuldade já existente nas lavouras de Mato Grosso.

 “A cigarrinha-do-milho, desde o ano passado, é uma praga que vem nos desafiando no campo. Com essa iniciativa do Ctecno Parecis, podemos ter um controle melhor no futuro desses enfezamentos”, declarou o agrônomo.

Leia Também:  Novo Código Florestal: 10 anos de segurança jurídica no campo

Atualmente a Aprosoja Mato Grosso conta com o Ctecno Parecis, em Campo Novo do Parecis (Região Oeste), e o Ctecno Araguaia, em Canarana (Região Leste).

Ctecno – Com área total de 88 hectares, é considerado o maior centro de pesquisa independente do Brasil. A textura de solo local varia entre 7 e 35 por cento de argila, destinada as pesquisas que auxiliam o produtor rural com áreas nessas condições, na MT-488, em Campo Novo do Parecis, anexo a Fazenda Vô Arnold – Agroluz.

Fonte: Augusto Camacho

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Saúde do Homem e da Mulher realiza mais de 170 atendimentos em Porto de Pedras

Publicados

em

A primeira edição do Programa Saúde do Homem e da Mulher Rural no Litoral Norte de Alagoas, neste ano, foi realizada no município de Porto de Pedras. Nos dias 3, 12 e 13 de maio, a equipe do Senar esteve na cidade para levar atendimento médico com foco na saúde e bem-estar do produtor e trabalhador rural.

No total, foram atendidas mais de 170 pessoas entre homens e mulheres, o maior desempenho registrado até agora entre os municípios que já receberam o programa.

No primeiro dia da ação, 100 homens realizaram a coleta de sangue para o exame de PSA, fundamental para controle e prevenção ao câncer de próstata, além de testes rápidos para doenças como HIV, sífilis e hepatites B e C. Aferição de pressão arterial e realização de eletrocardiograma também.

Os homens voltaram para a segunda etapa do atendimento no dia 13 de maio, quando foram atendidos pelo urologista Mário Ronalsa e para realização do exame de toque retal.

Já as mulheres foram contempladas com o programa no dia 12 deste mês, quando 77 trabalhadoras rurais realizaram exame de citologia, preventivo para câncer de colo de útero, testes rápidos para detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), como Sífilis, HIV e Hepatite, e ainda vacinação contra a Covid-19, gripe e Sarampo.

Leia Também:  Sefaz apresenta para a sociedade diretrizes orçamentárias de 2023

Busca ativa

A Secretaria de Saúde de Porto de Pedras também fez busca ativa durante a realização do programa, indo até a residência das mulheres que estavam com atendimento marcado, mas que não compareceram por causa de imprevistos no transporte dessas pacientes.

Homens mediram a glicemia e fizeram testes rápidos para várias doenças
Homens mediram a glicemia e fizeram testes rápidos para várias doenças

“O Programa Saúde do Homem e da Mulher Rural em Porto de Pedras foi um sucesso. O trabalho de mobilização para deslocar os pacientes até o local do atendimento foi essencial para alcançarmos um índice de comparecimento excelente, próximo a meta fixada para as mulheres e de 100% para os homens”, comemora a coordenadora do programa, Andrea Almeida.

O urologista Mário Ronalsa, parceiro do Senar Alagoas nas ações voltadas para a saúde, aproveitou – momentos antes de iniciar o atendimento dos homens – para alertar sobre a importância de realizar o exame de toque retal.

“É um procedimento que não tira a masculinidade de ninguém. Mais importante é lembrar que o câncer de próstata é a segunda doença mais comum entre os homens. Dados do Instituto Nacional de Câncer e da Sociedade Brasileira de Urologia mostram que o Brasil registrou 61.200 novos casos e 13 mil óbitos somente em 2018”, revela.

Leia Também:  Produzir mais com menos: curso do Senar/MS apresenta benefícios da pecuária tecnificada

“A cada 7 minutos, um brasileiro é diagnosticado com a doença, e a cada 40 minutos, um morre. É como se tivéssemos um Trapichão cheio todo ano de pessoas diagnosticadas com a doença”, compara.

A próxima edição do Programa Saúde do Homem e da Mulher está marcada para os dias 26 e 27 de maio, quando a equipe do Senar retorna ao município de Viçosa para dar continuidade ao atendimento iniciado no último dia 6.

Em junho, fechando o primeiro semestre, o programa será realizado no município de Minador do Negrão nos dias 1°, 9 e 10 do próximo mês. Em 08 de junho ele será iniciado em Estrela de Alagoas, com a segunda etapa agendada para 21 e 22 de julho.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA