GERAL | ESPORTES | MUNDO | PRIMAVERA DO LESTE - MT | ÚLTIMAS

ENQUETE

HOME / NOTÍCIAS - Geral

NOTÍCIAS Geral / MT

imprimirenvie seu comentário

02/07/2013 - 07:50:02 - Fonte: Da Redação Mato Grosso News

Manifestação: Bloqueio de rodovias por caminhoneiros entra no segundo dia

Em Mato Grosso trabalhadores pedem 100% do Fethab investidos nas estradas



Reprodução / Ascom

foto

Caminhoneiros continuam com o bloqueio na BR-364 que liga Mato Grosso a Mato Grosso do Sul e Rondônia.

A manifestação que ocorre simultaneamente em todo o país completou 24 horas, na BR-364 estão impedidos de passar pelos manifestantes bitrens, carretas e caminhões com produtos alimentícios, combustível, gás, soja, milho, eletroeletrônicos e centenas de outros produtos, entretanto carros, ônibus e carretas levando cargas vivas estão sendo liberadas.

Os caminhoneiros reivindicam a aplicação de 100% da arrecadação do Fethab (Fundo Estadual de Transportes e Habitação) nas rodovias mato-grossenses. Entre outras cobranças, também destinadas ao governo federal, o diretor frisou melhores condições nas rodovias, redução no preço do óleo diesel, valorização da categoria e a possibilidade de aposentadoria com 25 anos de trabalho.

Segundo o Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC) as manifestações devem durar até as 6 horas da manhã de quinta-feira (4).

De acordo com balanço mais recente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), caminhoneiros interditaram, parcialmente ou completamente, 22 rodovias federais em seis Estados desde ontem (1º). Minas Gerais é o estado mais afetado, com 12 rodovias interditadas. Além de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, com duas manifestações no total, caminhoneiros ocupam rodovias na Bahia (três), no Espírito Santo (quatro), em Mato Grosso (uma) e no Pará (uma). Com exceção das rodovias em Betim e Santa Maria, não há bloqueio total da pista.

A Advocacia-Geral da União (AGU) aguarda informações da PRF sobre as recentes manifestações de caminhoneiros para decidir sobre ações judiciais.
 

Todos os direitos reservados Portal de Notícias Mato Grosso News - É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação sem a autorização expressa por escrito de Portal de Notícias Mato Grosso News. As notícias veiculadas nas colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.

Compartilhar
Compartilhar

COMENTÁRIOS:

Os comentários a esta notícia são de responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do Portal Mato Grosso News sobre as matérias em questão.



Aparecido Tiago
02/07/2013

Caros companheiros já estou a 10 anos na estrada e cada ano que passa tudo sobe menos o frete. Todos os setores tem algum índice ou outra forma de pelo menos repor a inflação e o nosso frete continua na mesma no ultimo aumento dos combustíveis algum integrante do governo não lembro quem agora disse: “O aumento do óleo diesel não traz impacto na infração porque ele não é repassado para os preços”. Claro que não traz porque os caminhoneiros não reclamam, não tem união, não temos lideranças comprometidas com a classe ou os poucos que nos representa com seriedade são muitas vezes encurralados pelos governantes e suas vozes não chegam até nós e quando chega muitas vezes são ouvidas com desconfianças e descréditos diante dos desmandos e da corrupção que tomaram conta do país nos últimos anos. Temos que unir sim, e formar SINDICATOS REGIONAIS fortes com pessoas que realmente se disponham a lutar e promover a integração nacional desses sindicatos com as reivindicações de maneira ordeira, mas com muita seriedade e com propostas concretas de mudanças e melhorias na logística de transporte para o setor e para país. No meu ponto de vista as principais reivindicações no momento são: Preço dos combustíveis absurdo para um país que é autossuficiente em produção de petróleo. A diferença entre o S10 e o diesel comum tem regiões dentro próprio estado de SP que chega a 0,30 centavos o litro e além do mais tem mais o Arla em torno de 60,00 o galão de 20 litros que representa em média 5% do consumo de combustíveis e o frete para os dois tipos de caminhões é o mesmo, resumindo a Petrobras vai tirar o diesel comum do mercado nos próximos meses e todos vão usar o mesmo óleo, quer dizer aumento o preço de modo que todos foram enganados mais uma vez. Preço dos pedágios uma vergonha. E agora o governador de são SP vem com a maior cara de pau falar que não vai subir o valor dos pedágios, mas as concessionárias vão cobrar o eixo erguido. Hoje um bitrem gasta de São José do Rio Preto até Santos indo pela Washington Luiz, Bandeirantes, Rodoanel, Anchieta 672,00 de pedágio, ou seja, 96,00 por eixo, 80% dos caminhoneiros voltam vazios porque não tem retorno pra todos. Então de volta pagamos 384,00 de pedágio, se pagar o eixo erguido também, pagaríamos 672,00 novamente, ou seja, um aumento de mais de 27% e mais, só nós caminhoneiros vamos arcar com o aumento porque os automovéis vão continuar com o mesmo valor. Porque não cobra os dois eixos dos automovéis também?. Daqui a alguns meses as manifestações acabam e eles “Os Cara de Pau” aumentam o valor dos pedágios com uma ressalva, jamais vão deixar de cobrar o eixo erguido como já é feito em alguns estados como o PR por exemplo. Tem que ser feito uma auditória pelo Ministério Publico nas contas das concessionárias da mesma maneira que vai ser feito nas planilhas das empresas de transporte coletivo e nada de subsidio no óleo diesel pra elas, isso não existe pra saber o porque desses valores abusivos, e com certeza haverá redução significativas nos preços, porque em toda obra nas rodovias pedagiadas o que eu vejo é a placa do governo do estado, gostaríamos de saber como isso funciona. A Demissão imediata do Ministro dos Transportes e de toda a diretoria do DNIT inclusive nos estados aquilo ali é um ninho de corrupção e trapaça. As Rodovias BRl63, 364, 158 que são umas das veias artérias do transporte pesado para escoamento da produção estão uma calamidade. A BR364 entre Alto Araguaia e Rondonópolis esta intransitável devido a irresponsabilidade da ALL e a inércia do DNIT que pelo menos poderia fazer uma pista lateral de chão batido nos 40 km onde se forma as filas pra que as pessoas que dependem da rodovia trafeguem sem transtornos, sem contar que a sinalização vertical e horizontal e olhos de gatos que são obrigatórios nas rodovias federais não existe e quando existe estão totalmente danificados e estão usando material de péssima qualidade que não da visibilidade nenhuma a noite. Seria o mínimo que poderiam fazer pra melhorar o tráfego e diminuir o numero de acidentes que é assustador. O anel viário de Cuiabá esta terrível, gastamos em média de 2 a 3 horas pra percorrer um trecho de 30 km de puro buraco. Entre Jangada e o Posto do Gil tem obras praticamente paradas e o mais grave sem as placas de informação que o governo usa nas obras pra informar a população sobre o valor das obras, qual a empreiteira responsável, período de conclusão das obras e etc. Isso é fortes indícios de corrupção pra população não ficar sabendo nada. Na Br158 entre Cassilândia e Aparecida do Taboado no MS ano passado colocaram uma placa com valores absurdos pra manutenção daquele trecho, não fizeram nada, simplesmente roçaram a beira da rodovia em alguns trechos e agora tem outra placa com valores exorbitantes e estão com meia dúzia de máquinas caindo os pedações passando uma tinta preta em alguns pontos da rodovia pra botar a mão na grana novamente, uma vergonha. A Lei do descanso e o fim da carta Frete: Precisa ser resolvido como fica, porque nós autonomos estamos sendo roubados pela a maioria das transportadoras principalmente no MT com pagamento em torno de 10% a menos no frete alem dos descontos normais como INSS, Sest, Senat e etc. em relação aos transportadores com CNPJ. Porque Isso? A Regulamentação nacional dos vários tipos de veículos de transporte de cargas: Hoje temos um problema sério com relação as licenças para os rodotrens chamados nove eixos. O governo libera a fabricação e depois vira um jogo de empurra empurra entre os estados pra dar as liberações. Ex o nove eixo curto de 19,80 mt só pode rodar no estado do MT. Porque então o Inmetro que é um orgão do governo federal libera sem antes ter certeza do esta fazendo e depois os estados proibi? E agora vão fazer o que com milhares de veículos nessa situação? Porque libera os de 25,00 mt sendo que a maioria dos terminais nos portos não tem estrutra pra fazer a descarga e nem mesmo condições pra que esses veículos entrem dentro dos terminais? Falta responsabilidade da parte de quem? As balanças nas rodoovias: Na maioria das rodovias inclusive nas federais a maioria das balanças só funciona de dia. É melhor não ter e aplicar esses recursos em outras coisas. Tem que funcionar 24 hs.



Deixe aqui seu comentário:

Seja cordial e educado. Comentários ofensivos e pouco digno serão excluidos.
*todos os campos são obrigatórios, seu e-mail não será divulgado no site e nem a terceiros.
       
nome: e-mail:
comentário:
   

Voltar | Topo | Home

Mato Grosso News - A notícia Livre, Independente e Imparcial.

NOTÍCIAS: GERAL | ESPORTES | SAÚDE | MUNDO | ÚLTIMAS

O Portal | Expediente | Anúncie | Fale Conosco